20 de abril de 2024 03:58

freitasnews16

Kelly Key conta que foi chamada de Shakira em Dubai: “Umas 5 vezes”

Kelly Key está aproveitando as férias em Dubai com o marido, Mico Freitas, e aproveitou para contar algumas curiosidades sobre o país nos stories do Instagram. Em uma delas, a cantora revelou que foi chamada de Shakira em diversas oportunidades e que está amando o local.“Uma coisa engraçada: Eu estava andando e me chamaram de Shakira cinco vezes. E eu não estava entendendo porque, pois nem pareço com ela. Aqui, quando eles acham uma mulher bonita, eles dizem Shakira (não sei se escreve exatamente assim que se escreve, mas foi o que entendi”, contou a cantora.A cantora ainda revelou que está gostando do tratamento que está recebendo em Dubai. “Todos são muito simpáticos. Quando sabem que somos brasileiros já querem agradar falando uma palavra que a gente reconheça. Estou amando”, contou.

Kelly Key vítima de golpe

Nos Stories de seu perfil oficial no Instagram, a cantora, que tem mais de 8,7 milhões de seguidores, expôs que seu nome está sendo usado em um golpe. Ela deu um aviso aos amigos para não conversar com outro perfil, afinal, os criminosos estão usando a imagem dela em um perfil de WhatsApp falso para pedir dinheiro.

metropoles

Autoridades se dedicaram a matar Marielle após o crime, diz Dino

Breno Esaki/Especial Metrópoles

Na véspera do aniversário de cinco anos da morte da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, criticou a forma com que as autoridades lidaram com o caso. Para o ministro, após a parlamentar ser assassinada, em 14 de março de 2018, políticos “se dedicaram a matá-la novamente”.“O que foram os 10 últimos anos da política brasileira? A hegemonia do ódio, de 2013 a 2023. Marielle foi assassinada e, no dia seguinte, políticos e autoridades do Poder Judiciário, entre outros, dedicaram-se a matá-la novamente. E até hoje é como se houvesse um homicídio por dia”, afirmou Dino.O chefe da pasta de Segurança Pública fez a declaração durante o seminário Liberdade de Expressão, Redes Sociais e Democracia, na Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira (13/3). Dino se refere à disseminação de notícias falsas envolvendo o nome de Marielle após o assassinato. Entre as peças de desinformação, havia quem afirmasse, inclusive, que a vereadora era casada com o traficante Marcinho VP, do Comando Vermelho, o que é mentira.

“Amanhã completam cinco anos [desde] que a vereadora Marielle Franco foi assassinada no Rio de Janeiro. Por que eu trago isso, além da dimensão da homenagem? Porque precisamos compreender: só é possível entender esse debate compreendendo que vivemos uma quadra histórica semelhante àquela que se verificou na Europa 100 anos atrás, em que a manipulação de afetos é constituinte da luta política”, disse Dino.Após assumir a Segurança Pública, o ministro tomou como tarefa pessoal a elucidação do caso: nas palavras dele, a resolução do crime é uma “questão de honra”. Até agora, apenas os executores do assassinato foram presos; a Justiça ainda não chegou a possíveis mandantes do crime. Em fevereiro, Flávio Dino determinou que a Polícia Federal entrasse na investigação. “O caso da Marielle serve de referência para aquilo que o Brasil não deve ser, não pode ser. E talvez esse debate sobre internet possibilite uma porta em que nós consigamos sair desse labirinto de ódio e vale-tudo em que a política brasileira se viu imersa nesses últimos anos”, ponderou o ministro.

metropoles

Declaração do IR começa nesta semana; saiba quem deve declarar

É importante ressaltar que o valor recebido pelo INSS não entra na tributação do Imposto de Renda, mas se a pessoa receber renda extra, este valor deve entrar na declaração – Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Entre os dias 15 de março e 31 de abril, todos os brasileiros que receberam em 2022 mais de R$ 28.559,70 deverão declarar o Imposto de Renda. Ou seja, independentemente da pessoa ser assalariada, aposentada ou pensionista do INSS, se o valor de rendimentos tributáveis alcançou este limite determinado pela Receita Federal, a pessoa deve acertar as contas com o leão.No caso da pessoa ter tido renda anual em 2022 abaixo do valor total, ao mesmo tempo em que possui bens que somam mais de R$ 300 mil, também deve declarar. Contudo, se o aposentado ou pensionista do INSS tiver mais do que 65 anos, o valor mensal de isenção é de R$ 3.807,96. Além disso, é importante ressaltar que o valor recebido pelo INSS não entra na tributação do IR, mas se ele receber renda extra, essa deve entrar na declaração.

Quem mais precisa declarar

A tabela do Imposto de Renda está em vigor, sem alterações, desde 2014. Sendo assim, pessoas que tiveram no ano passado rendimentos não tributáveis que ultrapassaram os R$ 40 mil também devem realizar a declaração.Aqueles que fizeram transações comerciais ou vendas acima de R$ 300 mil e quem lucrou com atividades rurais em valor acima de R$ 142 mil também devem declarar.Vale ressaltar que investidores da bolsa de valores que obtiveram soma superior a R$ 40 mil também devem enviar a documentação. Estrangeiros residentes no Brasil durante o ano de 2022 que alcançaram estes valores de rendimentos também são obrigados a declarar a renda.

Documentos

Pessoas que trabalham em empregos formais, por exemplo, precisam solicitar aos empregadores os informes de rendimentos, que trazem os dados sobre salários, pensões, aposentadorias, distribuições de lucros e outras fontes de renda.Também é necessário buscar as informações sobre outros tipos de renda, como doações, pensões ou heranças, além de comprovantes de compra e venda de imóveis e de participação acionária em empresas, se for o caso.Para conseguir o abatimento de gastos com saúde, educação, previdência privada e doações realizadas, os contribuintes precisarão dos comprovantes de pagamento destes serviços.

Novidades

Neste ano, a Receita Federal está disponibilizando a partir do dia 15 de março a versão pré-preenchida da declaração, que importa automaticamente do sistema informações atualizadas sobre o contribuinte, para facilitar o processo da declaração. A Receita afirmou que quem utilizar as informações disponibilizadas pela declaração pré-preenchida terá prioridade nos lotes de restituição do IR. Além disso, a prioridade também contemplará aqueles que, no momento da declaração, optarem por receber a restituição via Pix.

Edição: Nicolau Soares

brasildefato

‘Vamos tirar definitivamente os garimpeiros das terras indígenas’, afirma Lula em Roraima

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu retirar definitivamente os garimpeiros das terras indígenas do país. O compromisso foi assumido durante a 52ª Assembleia Geral dos Povos Indígenas, que acontece na Terra Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Lula viajou para participar do evento acompanhado de uma comitiva que reunia ministras e ministros como Sonia Guajajara (Povos Indígenas), Nísia Trindade (Saúde), Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social) e José Múcio (Defesa) e outras lideranças importantes do governo, como a presidenta da Funai, Joenia Wapichana. Aberta no último sábado, a Assembleia reúne cerca de 2 mil indígenas para debates que têm como tema central Proteção Territorial, Meio Ambiente e Sustentabilidade. Estão presentes representantes de diversos povos, como Yanomami, Macuxi, Wai Wai, Yekuana, Wapixana, Ingarcó, Sapará, Patamona e Taurepang. Os debates vão até terça-feira (14).

“Vocês funcionam como guardiões daquela floresta. Só tiram da terra o que é necessário para comer. Ninguém tira da terra para acabar com aquilo que a natureza criou”, disse Lula aos participantes do encontro. Esta foi a segunda viagem do presidente a Roraima desde o início do mandato, em janeiro. Antes de discursar, Lula ouviu falas de lideranças indígenas e recebeu uma carta assinada pelos participantes do evento. O presidente prometeu acelerar processos de demarcação de terras e trabalhar em parceria com ministérios para garantir financiamento agrícola aos povos indígenas.“Não é possível que a gente ao longo desse tempo emprestou tanto dinheiro para a produção agrícola neste país e não tenha chegado dinheiro à produção agrícola indígena. Chegando a Brasília, vou tratar disso com muito carinho”, garantiu.

Cobranças

Um dos líderes do povo Yanomami, Davi Kopenawa foi um dos participantes da assembleia que falaram ao presidente. Ele reforçou os pedidos para o fim da mineração nas terras indígenas e cobrou a contratação de médicos, enfermeiros, técnicos, dentistas e outros profissionais de saúde. “Depois de tirar os garimpeiros, vamos recuperar a Sesai [Secretaria Especial da Saúde Indígena]. Precisamos salvar as crianças que sobraram. Já morreram 577, não queria deixar morrerem mais”, disse Kopenawa. “A mineração mata os indígenas e mata o povo da cidade também. Mata o rio, mata a alma da floresta”. Representante das mulheres indígenas de Roraima, Maria Betânia Mota de Jesus, da etnia Macuxi, destacou as presenças de Joenia Wapichana e Sonia Guajajara nos postos que ocupam no atual governo. Ela cobrou de Lula punições aos responsáveis pelas mortes decorrentes do garimpo. “Em nome dos povos indígenas de Roraima e do Brasil, cumpra com seu compromisso da retirada de todos os invasores do nosso território. A destruição da nossa Mãe Terra representa nossa destruição. Nossa vida importa. A vida do povo brasileiro importa!”, disse, sendo fortemente aplaudida. Joenia garantiu que “a Funai voltou para ficar ao lado dos povos indígenas”, e isso incluía a participação na Assembleia em andamento. Ela se comprometeu a deixar as portas abertas para ouvir as demandas. “Foram anos e anos de paralisia, de desmonte, de sucateamento. Estamos tentando recomeçar, reconstruir. Nós mulheres indígenas somos capazes, sim, e estamos aqui para contribuir com esse governo, mostrando nossos valores indígenas, nossa capacidade, nossa coletividade, de olhar para todos os povos do Brasil”, destacou.

Edição: Thalita Pires

 

Falência de bancos nos EUA pode contribuir para redução de juros no Brasil; entenda

A falência do SVB em 48 horas pode ter repercussões ainda imprevisíveis para a economia mundial – JUSTIN SULLIVAN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA

Dois bancos dos Estados Unidos não abriram suas portas nesta segunda-feira (13). O Silicon Valley Bank (SVB), da Califórnia, e o Signature Bank, de Nova Iorque, foram fechados por autoridades americanas após elas constatarem que as instituições não tinham recursos para garantir os depósitos feitos por seus correntistas. Os bancos estavam quebrados. O fato despertou um alerta no mercado financeiro global. Investidores passaram a temer um efeito sistêmico similar àquele que deu origem à crise de 2008, iniciada com a falência do Lehman Brothers, também dos EUA. Segundo economistas ouvidos pelo Brasil de Fato, não há indícios de que algo parecido possa ocorrer agora, até porque o governo americano agiu rápido para conter a crise. É possível, inclusive, que as quebras nos EUA tenham efeitos positivos sobre a economia brasileira, acelerando um ciclo de redução da taxa básica de juros, a Selic.Hoje, a Selic está em 13,75% ao ano – a maior taxa de juros real do mundo. Ela chegou a tal patamar pois o Banco Central brasileiro resolveu elevá-la para tentar conter a inflação, que subiu por conta dos efeitos da pandemia sobre a economia, entre outras coisas.Também por conta da pandemia, a inflação subiu em outros países do mundo, como os EUA. Lá, o Banco Central local, o Federal Reserve (conhecido como Fed), também aumentou os juros. E essa elevação foi uma das causas da falência do SVB, até então o 16º maior banco americano.

Investimento frustrado

Leia mais…

Lele Pons entregou tudo nos 3 vestidos de noiva: volume na saia, cintura ajustada, pedraria e muito glamour by Zuhair Murad

Lele Pons reuniu diversos famosos em seu casamento com o rapper Gayanaa. Saiba detalhes dos três vestidos usados pela noiva.

Lele Pons usou não um, não dois, mas, sim, três vestidos em seu casamento com Guaynna. A cerimônia da youtuber com o cantor de reggaeton reuniu diversos famosos, como Anitta, Sebastián Yatra, Paris Hilton, dentre outros em Miami, no fim de semana.

O primeiro vestido de Lele Pons foi um modelo de Zuhair Murad. O look reunia volume na saia, cintura ajustada, detalhes em cristais e custava nada menos que 800 mil euros (mais de R$ 4 milhões). Já os outros dois vestidos foram: um de renda com corte sereia de Julie Vino, na recepção dos convidados, e um outro de frente única, de cetim de Pnina Tornai para a festa.Nas redes sociais, o casal acumula milhares de fãs ao compartilhar momentos românticos. Em uma entrevista à revista People em Espanhol, Lele se derreteu pelo (na época) futuro marido.”Ele é uma pessoa muito familiar, sempre pensa em sua família e amigos, nas pessoas que ama. Sinto-me em paz com ele. O tempo passa muito rápido quando estou com ele, gosto dele e me divirto com ele”

QUEM É LELE PONS, YOUTUBER QUE TEVE ANITTA COMO MADRINHA DO CASAMENTO?

Lele Pons é uma youtuber, apresentadora e comediante de 26 anos. A jovem é de origem venezuelana, mas foi naturalizada norte-americana. Lele ganhou destaque nas redes sociais na época do aplicativo de vídeos Vine. A jovem chegou a ser a mulher mais seguida da plataforma, com milhões de seguidores. Com o término do app, em 2016, Lele partiu para o YouTube e investiu na carreira de atriz. Mais recentemente, Lele se lançou na música, com parcerias ao lado do próprio Guaynaa.

COP 27: redução dos gases de efeito estufa e segurança alimentar no centro das discussões

De 6 a 18 de novembro, a cidade de Sharm el-Sheikh foi palco da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP27), que reuniu representantes de vários lugares do mundo para discutir temas como mitigação dos gases de efeito estufa (GEEs), os impactos do desequilíbrio climático no orçamento dos países e estratégias globais para conter o aquecimento global.Entre os diversos compromissos firmados, está um pacote de medidas assumidas por países que reafirmaram o seu compromisso de limitar o avanço da temperatura global a 1,5oC em relação ao níveis pré-industriais. Além disso, também fortaleceu ações voltadas para a redução de GEEs, assim como o aumento de captação financeira e investimentos em tecnologia para buscar novas alternativas de mitigação do gás carbônico. Nomeado como plano de implementação de Sharm el-Sheikh, o documento destacou que a transformação de uma economia global voltada para o baixo carbono exigirá investimentos entre US$ 4 trilhões e US$ 6 trilhões por ano.Outra decisão relevante foi a criação de um fundo de perdas e danos para os países mais afetados pelas mudanças climáticas. Os governos envolvidos concordaram em estabelecer um comitê de transição para alinhar as estratégias para operacionalizar os novos acordos de financiamento e o fundo na COP28, marcada para 2023.

Indústria de alimentos: planos para reduzir as emissões

Representantes da indústria mundial de alimentos participaram de várias ações durante a COP27. Segundo uma pesquisa da Aliança Global para o Futuro da Alimentação, o setor é responsável por quase um terço das emissões de gases de efeito estufa, o que a torna parte fundamental para manter o aquecimento global abaixo de 1,5oC até 2050.Entre as iniciativas apresentadas, está o Roteiro Roteiro do Setor Agrícola 1,5°C, um roadmap criado por 14 das maiores empresas de alimentos do mundo – entre elas, a JBS – que engloba planos de trabalho para reduzir as emissões.A iniciativa propõe um plano para lidar com a perda de florestas nas cadeias de suprimentos e inclui o fortalecimento de políticas, regulações e incentivo a produtores para promover a proteção dos recursos naturais.

Para Gilberto Tomazoni, CEO global da JBS, há o grande desafio de enfrentar as mudanças climáticas e, ao mesmo tempo, aumentar a produção global para garantir a segurança alimentar. “Para avançar da maneira mais rápida no Brasil, o setor deve se concentrar nas principais áreas e nos impulsionadores do desmatamento.” Segundo Tomazoni, o ano de 2023 será essencial para ir mais longe no compromisso de conter o aquecimento global para desenvolver incentivos e apoio técnico para os produtores.

Segurança alimentar x redução das emissões

Leia mais…

Para variar o café da manhã: receita de pãozinho tigela com ovos

Café da manhã com ovo sempre cai bem, mas comer ovos mexidos ou omelete todos os dias pode ser enjoativo. Se esse já se tornou um ingrediente queridinho do seu cardápio matutino e você quer variar um pouco, você vai adorar essa receita diferente. Conheça o pãozinho tigela com ovos, receita sugerida por Sandra Wages, nutricionista da Ovos Mantiqueira.

Ingredientes

6 pães integrais
4 colheres de sopa de manteiga derretida
150g de cogumelos cortados
½ dente de alho picado
½ molhos de alecrim fresco picado
1 mussarela de búfalo médio fatiado
6 ovos
3 tomate cereja,
Sal marinho fatiado
Pimenta preta

Modo de preparo

Preaqueça o forno a 190°C. Corte a parte superior de cada pão deixando as bordas bem finas, mas intactas. Arrume em uma assadeira. Coloque uma colher de sopa de manteiga derretida em uma frigideira com cogumelos, alho e alecrim.Tempere com sal e pimenta. Frite até que os cogumelos estejam dourados.Remover a água restante. Pincele o interior dos pães com manteiga derretida, coloque os cogumelos na parte inferior de cada rolo, seguindo com uma fatia fina de muçarella. Quebre um ovo em cada porção, coloque algumas fatias de tomate. Tempere com sal e pimenta e alecrim. Asse por 30 minutos.

Haddad anuncia acordo para compensação a Estados por perdas com ICMS de combustíveis de R$26,9 bi

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou nesta sexta-feira acordo com Estados para serem compensados pelas perdas provocadas pela limitação do ICMS sobre combustíveis em um total de 26,9 bilhões de reais.

Em comunicado publicado durante pronunciamento de Haddad em Brasília, o Ministério da Fazenda afirmou que, do total acordado, cerca de 9 bilhões de reais já foram compensados através das liminares concedidas pelo STF a Estados devedores da União no âmbito do Grupo de Trabalho criado pela corte. “Um acordo… é uma conta que você faz com base em parâmetros e é técnico. Tecnicamente, o trabalho foi intenso e chegamos ao valor de 26,9 bilhões de reais de compensação”, afirmou Haddad em pronunciamento.O restante será abatido das parcelas da dívida com a União ou pago pela União até 2026, segundo a pasta. Segundo Haddad, parte dos valores será diluída para que “não tenha um impacto nas contas da União esse ano”. “Nós estamos diluindo os efeitos desse acordo para que a gente consiga acomodar as nossas projeções e metas que já foram anunciadas, inclusive, desde janeiro”, disse Haddad.Segundo o secretário do Tesouro Nacional, Rogério Ceron, também presente na coletiva, o impacto fiscal do acordo será de cerca de 4 bilhões de reais este ano. O comunicado explica que Estados que têm a receber até 150 milhões de reais terão o valor dividido em 50% em 2023 e 50% em 2024 com recursos do Tesouro Nacional. Já os que terão direito a um valor entre 150 milhões e 500 milhões terão um terço do valor em 2023 e dois terços em 2024. Por fim os que receberão acima de 500 milhões terão 25% em 2023, 50% em 2024 e 25% em 2025.A compensação está prevista em razão de uma lei aprovada no ano passado, no governo do então presidente Jair Bolsonaro, que limitou o percentual do ICMS a ser cobrado pelos Estados sobre os setores de combustíveis, gás, energia, comunicações e transporte coletivo.O governo anterior editou uma portaria com os parâmetros da compensação, que alguns governadores diziam que poderia chegar a 36,6 bilhões de reais.O presidente do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda dos Estados (Comsefaz), Carlos Eduardo Xavier, disse à Reuters que o valor anunciado pelo governo atende aos Estados. Segundo ele, os entes consideravam primordial a conclusão do acordo para posteriormente avançar nas conversas sobre a reforma tributária, que também envolverá compensações aos governos regionais.“Esse assunto (do ICMS) precede a reforma tributária”, disse. “É muito positiva a celebração do acordo, a gente trata como um novo marco para o relacionamento da União com os Estados”.

ARCABOUÇO FISCAL

Haddad disse também que apresentará o novo do novo arcabouço fiscal do Brasil ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na semana que vem.O ministro disse que Lula dará a “palavra final” sobre o novo plano para as contas públicas que substituirá o teto de gastos, muito aguardado pelos mercados financeiros.“Já falei com vários interlocutores, que são pessoas chave, para que nós tenhamos segurança do desenho que está sendo apresentado. Vamos apresentar assim que o presidente abrir agenda na semana que vem e ele vai dar a palavra final. Então nós já temos, na área econômica, um entendimento sobre isso”, concluiu.

(Reportagem adicional de Bernardo Caram)

istoe

Thais Fersoza e Mari Bridi se reencontram, e semelhança entre filhas impressiona

Thais Fersoza e Mari Bridi Reprodução/Instagram

Thais Fersoza e Mari Bridi se reencontraram com suas respectivas filhas, Melinda Aurora, e a semelhança entre as garotinhas impressionou a web. Enquanto Thais tem Melinda Teodoro com o cantor Michel Teló, Mari teve Aurora Valentim com Rafael Cardoso.”Eu e Tatá somos amigas desde os 12 anos! Nossa amizade por si só já é um feito de um orgulho gigante pra gente. São anos de histórias incontáveis, de cumplicidade e de amor. Mas eu confesso que ver a Aurora e a Melinda juntas brincando e o tanto que ela se dão bem, mexe com meu coração!”, escreveu Mari.”Nem nos nossos melhores sonhos, a gente tinha sonhado essas duas assim, tão amigas e reproduzindo um amor que elas veem nas mães! Exemplo é isso, exemplo é amor sendo reproduzido nas próximas gerações! Que sorte a nossa! P.S: Tim e Teodoro também são super amigões! Massss esse post é sobre as meninas mesmo”, finalizou a influencer, ex de Rafael Cardoso.”É uma dádiva de Deus isso! Eu percebe as unhas das mamães amigas iguais e das filhas amigas também iguais”, comentou uma seguidora. “Como são parecidas fisicamente”, escreveu outra. “Sem contar que parecem irmãs, né?”, “as meninas parecem irmãs” e “nossa, como que as meninas se parecem” ainda estavam entre as mensagens.

Thais Fersoza e Mari Bridi — Foto: Reprodução/Instagram

Thais Fersoza e Mari Bridi — Foto: Reprodução/Instagram

Melinda e Aurora, respectivamente filhas de Thais Fersoza e Mari Bridi — Foto: Reprodução/Instagram

Melinda e Aurora, respectivamente filhas de Thais Fersoza e Mari Bridi

— Foto: Reprodução/Instagram

Melinda e Aurora, respectivamente filhas de Thais Fersoza e Mari Bridi — Foto: Reprodução/Instagram

Melinda e Aurora, respectivamente filhas de Thais Fersoza e Mari Bridi — Foto: Reprodução/Instagram

revistaquem

Como funcionaria o cashback de imposto? Proposta pode devolver dinheiro a 25 milhões de famílias

O texto ainda está em formatação, mas a ideia principal é devolver aos mais pobres que estão no CadÚnico os tributos pagos na compra de itens da cesta básica

Dinheiro: mais pobres poderiam ter de volta imposto pago na cesta básica. (joelfotos/Pixabay/Divulgação)

Dentro da proposta da reforma tributária que está em discussão no Congresso Nacional, há a previsão do chamado cashback de imposto, no modelo como já ocorre em compras no varejo. O texto ainda está em formatação, mas a ideia principal é devolver aos mais pobres que estão no Cadastro Único (CadÚnico) os tributos pagos na compra de itens da cesta básica. A medida poderia beneficiar cerca de 25 milhões de famílias.

Com uma conta gratuita.

Na audiência pública do grupo de trabalho da reforma tributária na Câmara, realizado no dia 8 de março,  o economista Bernard Appy, secretário extraordinário que trata do assunto no Ministério da Fazenda, detalhou como seria implementado o chashback de imposto. Para ele, a cesta básica deveria ser reonerada e os mais pobres teriam direito a receber o imposto pago.Para o secretário, a desoneração dos itens da cesta básica acaba beneficiando famílias mais ricas, que não são o alvo da medida. A devolução do valor será uma política distributiva “mais eficiente”, afirmou Appy.“Somando as pessoas que estão no Cadastro Único dos programas sociais no Brasil, isso dá 35% da população brasileira. Pode ser esse o público-alvo, pode ser outro. Isso tem que ser definido politicamente pelo parlamento, para quem você vai devolver esse imposto”, afirmou.

Como seria o mecanismo de devolução do dinheiro

Na avaliação de Appy, o ideal seria criar um sistema que devolva o valor do imposto automaticamente, por meio do CPF, mas há obstáculos técnicos e de capilaridade. “Pode ser que em cidades muito específicas tenha dificuldade. Mas, no grosso do Brasil, isso já é possível de ser feito hoje”, disse o secretário. Para o deputado Jonas Donizette (PSB-SP), que está no grupo de trabalho da reforma tributária, o debate sobre o mecanismo de devolução deveria ser feito posteriormente, por meio de lei complementar. “Geralmente, quem faz a compra de mercado de uma família rica é o empregado doméstico que vai até o supermercado com uma lista. E se ele registrar, no ato da compra, o CPF dele ao invés do CPF da pessoa para quem ele está comprando? Então, isso também é uma coisa para um segundo momento”, disse.O deputado Mauro Benevides Filho (PDT-CE) sugere que o desconto seja concedido ao contribuinte já na compra. “Se for devolver com 15 dias, com o prazo que for, o pobre brasileiro será o único do mundo que vai ter que ter capital de giro. Já pensou? Ele vai pagar na frente para receber depois. Não faz sentido isso”, defendeu.

Rio Grande do Sul já tem cashback de imposto

Desde 2o21 o Rio Grande do Sul tem modelo um cashback de imposto. Chamado de Devolve ICMS, o programa devolve R$ 400 fixos por ano a famílias de baixa renda em quatro parcelas trimestrais de R$ 100. O depósito ocorre para famílias inscritas no CadÚnico, com renda mensal de até três salários mínimos que recebam o Bolsa Família.O dinheiro é depositado por meio de crédito pelo estado em um cartão de compras, sem a necessidade de que o beneficiado tenha conta em banco. Nos cálculos do estado, mais de 430 mil gaúchos fazem parte do programa.

Propostas de reforma tributária

Atualmente, há duas propostas consolidadas em tramitação no Congresso que discutem a reforma tributária, reunindo diversos tributos. A PEC 45 prevê a criação do imposto sobre bens e serviços (IBS). O tributo substituiria duas contribuições — o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) — e três impostos — o imposto sobre produtos industrializados (IPI), o imposto sobre a circulação de mercadorias e serviços (ICMS) e o imposto sobre serviços (ISS). Atualmente, as contribuições ficam inteiramente com a União, o IPI é partilhado entre União e governos locais, o ICMS fica com os estados; e o ISS, com os municípios. Apensada a uma proposta de reforma tributária paralisada no Senado desde 2004, a PEC 110/2019 propõe a contribuição sobre bens e serviços (CBS), substituindo Cofins, PIS e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). O imposto sobre bens e serviços (IBS) substituiria ICMS, arrecadado pelos estados, e o ISS, de responsabilidade dos municípios.

                                                                             

exame

Crimes envolvendo Pix disparam no estado de São Paulo

Foram 1.271 denúncias no primeiro trimestre de 2022; no mesmo período de 2021, foram cerca de 380 ocorrências com a ferramenta.

                                                                           

Diego MendesMatheus CaselattoTiago Tortellada CNN em São Paulo

Os crimes envolvendo o Pix dispararam no estado de São Paulo. Apenas no primeiro trimestre de 2022, foram feitas 1.271 denúncias de transferências não autorizadas na plataforma. No mesmo período de 2021, foram 387 ocorrências do tipo, uma alta de 228,4%. Os dados foram captados através da Lei de Acesso à Informação pela produção da CNN.Essa situação vem acompanhada do aumento nos roubos e furtos de celular no estado de São Paulo em janeiro e fevereiro deste ano, que tiveram alta de 6%, com 60.828 ocorrências.Especialistas consultados pela CNN explicam que para se proteger de crimes com a ferramenta é recomendado diminuir o tempo para bloqueio da tela do celular, ativar dupla autenticação em apps como o WhatsApp e utilizar aplicativos de “coffin”, que são aqueles capazes de proteger outros com senhas.Lançado em novembro de 2020, o Pix caiu nas graças do brasileiro, tendo batido mais um recorde de utilização no início deste mês. Em 6 de maio, foram feitas 73,198 milhões de operações com a ferramenta. Em março, o número de transações mensais alcançou 1,6 bilhão.

                                                                                   

Desde o lançamento do Pix até março de 2022, foram registradas 4.492 ocorrências de crimes com a plataforma no estado de São Paulo após roubos e furtos de celular.

cnnbrasil

Bem Viver na TV: deputada Ediane Maria fala sobre a luta por moradia em São Paulo

A edição do Bem Viver na TV deste sábado (11), programa do Brasil de Fato, traz uma entrevista com deputada estadual Ediane Maria (PSOL), de São Paulo, que é coordenadora do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST). 

Durante a conversa, a parlamentar falou sobre a luta por moradia em São Paulo e como o Estado tem obrigação de garantir um teto para toda população. “Será que não é melhor viver num Estado onde todo mundo tem sua moradia? Ou será que para eu estar bem o outro tem que estar morando debaixo da ponte? Moradia é dignidade para mulher lutar por melhor condição de trabalho”, afirma Ediane. A sua luta por moradia começou bem antes de conhecer o MTST: quando chegou em São Paulo, vinda de Floresta(PE), Ediane Maria foi morar em quarto de empregada, de quatro metros quadrados. Ali, começaram os primeiros questionamentos sobre desigualdade social.  Quando percebeu o descaso com a população na fila no programa Viva Leite, que destina leite para filhos de famílias em vulnerabilidade social, Ediane Maria se aproximou do MTST e começou a participar do movimento, em 2017. Depois de tempos na militância, passou a coordenar a Ocupação Marielle Franco, onde viviam pelo menos 800 famílias, no bairro paulistano Grajaú. “E quando eu entro para o MTST, eu vi que as pessoas não tinham medo, porque tudo que podiam tirar da gente já tinham tirado. Tudo foi arrancado na unha. Tudo foi feito na base de muita luta.” 

Confira no programa: 

 

E tem mais…

Leia mais…

RJ: Festival Justiça por Marielle e Anderson terá programação gratuita na Praça Mauá

Festival pede justiça por Marielle e Anderson com atividades culturais gratuitas, exposições, shows e debates no Rio – Daniel Ramalho / AFP

Instituto Marielle Franco divulgou nesta semana a programação do “Festival Justiça por Marielle e Anderson”, que acontece na próxima terça-feira (14) na Praça Mauá, região central do Rio de Janeiro. O evento marca meia década desde o assassinato ainda sem resolução da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes.Ao longo de todo dia estão previstas atividades gratuitas. O Museu de Arte do Rio (MAR) e o Museu do Amanhã recebem exposições abertas ao público com obras em homenagem a Marielle. Além disso, a Redes da Maré lança o Boletim da Segurança Pública da Maré, no MAR, às 13h.A partir das 17h começam os shows do Festival com artistas como Djonga, Luedji, Azula, Baile Black Bom e Bia Ferreira, além das participações especiais de Marcelo D2 e Criolo. No evento, as famílias de Marielle e Anderson subirão ao palco reafirmando a luta para resolução do caso.Pela manhã, acontece a tradicional missa por Marielle e Anderson na Igreja Nossa Senhora do Parto, próxima à Estátua de Marielle, instalada no buraco do Lume, no centro do Rio.“Agora, com a mudança no governo, crescem as esperanças de que as autoridades responsáveis cumprirão seu papel”, afirma o Instituto Marielle, acrescentando que cinco anos sem respostas é tempo demais.O Festival conta com apoio logístico do Pier Mauá, Museu do Amanhã, Porto Maravilha, MAR, Prefeitura do Rio e do Comitê Justiça por Marielle e Anderson. 

brasildefato

MDA vai dialogar com prefeitos sobre agricultura familiar nas escolas, diz Paulo Teixeira

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, disse a parlamentares da bancada do PT na Câmara dos Deputados que irá travar um diálogo com prefeitos para garantir o cumprimento da legislação que trata da compra de alimentos da agricultura familiar para a merenda escolar. A lei exige que 30% das verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) dirigidas ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) devem ser canalizadas para esse tipo de aquisição. Os dados mais recentes do Ministério da Educação (MEC) a respeito do assunto datam de 2019 e mostram que, dos 5.537 municípios do país, mais de 1,8 mil não atingiram os 30% obrigatórios. Houve ainda 507 que não compraram nenhum alimento da agricultura familiar.

“Há hoje uma maquiagem. Muitos compram como sendo da agricultura familiar sem que sejam. A lei obriga a comprar 30%, mas eles podem comprar 100%, e é isso que nós precisamos fazer”, disse Teixeira, em conversa com o Brasil de Fato após o encontro. O ministro esteve na Câmara a convite da bancada para uma reunião interna em que apresentou aos correligionários os planos da pasta.O mandatário também disse que o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) pretende investir na agricultura regenerativa, conjunto de práticas que lidam com a produção de alimentos ao mesmo tempo em que permitem condições de recuperação ambiental. Teixeira disse que o MDA prepara ações relacionadas ao tema a serem futuramente divulgadas. “Estamos em construção, principalmente para o Nordeste, do Plano de Alimentos Saudáveis (PAS) e vamos trabalhar a agricultura de circuitos curtos de comercialização, em que o alimento não viaja. Ele é produzido e comercializado na região”, acrescentou, ao mencionar o sistema que aproxima consumidores e produtores de alimento, evitando que as mercadorias dependam de uma longa cadeia de escoamento dos produtos.

PAA

O ministro antecipou ainda que, no próximo dia 22, o presidente Lula (PT) irá a Pernambuco para lançar nacionalmente o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da gestão. Criada em 2003, a política busca promover o acesso à alimentação e incentivar a produção de pequenos agricultores. Teixeira disse que a medida contará com R$ 500 milhões de investimento. O programa será financiado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e executado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), empresa pública que hoje opera como um braço do MDA.

Violência no campo

Paulo Teixeira também mencionou o interesse do ministério em atuar em prol da prevenção da violência no campo. Ele citou a criação do grupo de mediação de conflitos que está atuando na negociação entre o Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) e a empresa Suzano, que teve áreas ocupadas por militantes da organização na Bahia no último dia 1º. Questionado sobre como a pasta entende que pode prevenir os conflitos, Teixeira não deu detalhes. “Primeiro, nós precisamos avançar no programa de arrecadação de terras. A nossa estratégia é arrecadar terras públicas, terras de grandes devedores e acelerar aqueles processos que já vinham sendo efetivados e dos quais o [último] governo desistiu. Nós queremos tocar nesse tema”, resumiu. Em conversa com o Brasil de Fato, o deputado João Daniel (SE) – integrante do núcleo agrário do PT na Câmara, grupo que faz frente à bancada ruralista – disse, após a reunião, que vê delicadezas no tema.“Se o governo federal tiver uma política estruturada, o Incra fortalecido, orçamento, é possível evitar que nós tenhamos grandes conflitos, mortes no campo. Nós temos um problema, e é preciso compreender a estrutura fundiária brasileira. Então, eu acho que é possível melhorar. Prevenir também é possível, mas eu não sei se se previnem questões ligadas a movimentos populares. Movimento faz luta, faz pressão, e isso vai ocorrer normalmente. O que o governo precisa é dar resposta em termos de soluções”, ponderou.Com o maior empoderamento político dos grandes ruralistas e a ampliação da desigualdade no campo nos últimos anos, o tema dos conflitos no meio rural provocou ampla mobilização em entidades civis do segmento progressista na história recente do país, especialmente no intervalo entre 2016 e 2022.   

Os dados mais recentes da Comissão Pastoral da Terra (CPT) mostram que, em 2021, por exemplo, houve 35 assassinatos ocasionados por conflitos no campo. O número representa um aumento de 75% em relação ao ano anterior, quando a entidade registrou 20 mortes do gênero.  

Edição: Thalita Pires

brasildefato

O AVIVAMENTO E A MISSÃO DA IGREJA

INTRODUÇÃO
Nesta lição, veremos a importância do avivamento no cumprimento da atividade missionária desenvolvida pela igreja. Pontuaremos as dificuldades que os missionários da igreja primitiva enfrentaram na obra da evangelização, bem como esboçaremos os sentimentos que norteiam uma igreja que ama missões. Por fim, abordaremos o perfil e as qualificações de um missionário. Vamos juntos aprender a Palavra de Deus.
TEXTO ÁUREO
Jesus lhes disse: “Vão ao mundo inteiro e anunciem as boas-novas a todos. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem se recusar a crer será condenado. (Mc 16.15,16 NVT). Então ele disse: —Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. (Mc 16.15,16 NTLH).

DISCURSO E disse-lhes:
GRANDE COMISSÃO — Vão por todo o mundo
CONTEÚDO DA MENSAGEM e preguem o evangelho
PÚBLICO ALVO a toda criatura.
EXIGÊNGIA PARA SER SALVO Quem crer
AÇÃO QUE EVIDENCIA A FÉ e for batizado
RESULTADO DA PREGAÇÃO E DA FÉ será salvo;
RESULTADO DA INCREDULIDADE quem, porém, não crer será condenado.

Este parágrafo representa uma mudança de cena. Este foi outro aparecimento pós ressurreição. O Evangelho de Marcos é um relato do Evangelho (ou Boas Novas) desde o seu princípio (1.1). O término do livro não finaliza o Evangelho, que continua na vida dos seguidores de Jesus. A ordem de Jesus era que eles fossem por todo mundo, e pregassem as Boas Novas. Uma leitura superficial de Marcos 16.15,16 pode dar a entender que, a fim de ser salvo, é preciso que o pecador também seja batizado, mas essa interpretação incorreta não pode ser defendida, uma vez que observamos a ênfase sobre o crer. Se uma pessoa não crê, mesmo que seja batizada, está condenada (ver Jo 3.16-18,36). Jesus não disse que aqueles que não fossem batizados seriam condenados, mas que quem não crer será condenado. O batismo simboliza a submissão a Cristo, uma disposição para seguir o caminho de Deus e a identificação com o povo que tem uma aliança com Deus.
VERDADE PRÁTICA
Neste tempo marcado pela falta de fé, a Igreja só pode cumprir a sua missão se estiver imersa no avivamento espiritual. Gosto muito de uma frase do H. D. Lopes que diz: “A igreja que não evangeliza, precisa ser evangelizada”. Igreja precisa ser uma agência missionária. O resultado de um genuíno avivamento é obediência a Palavra, amor pelas almas e poder espiritual. Por essa razão, uma igreja fria e indiferente não tem relevância e nem fruto espiritual no campo das missões locais e transculturais. No livros Atos, Lucas registra o que o Senhor Jesus espera de uma igreja avivada: Vocês receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em toda parte: em Jerusalém, em toda a Judeia, em Samaria e nos lugares mais distantes da terra. (At 1.8 NVT).

                                                                                               

I. A IMPORTANTE MISSÃO DA IGREJA – A PREGAÇÃO DO EVANGELHO
1.1 Os obstáculos que os primeiros missionários da igreja enfrentaram. Um pequeno grupo de onze homens; foram eles a quem Jesus encarregou de executar sua obra e levar o evangelho a todo o mundo (Mt 28.19). Eles não eram pessoas importantes, nem bem instruídas, e também não tinham pessoas influentes lhes apoiando. Não eram ninguém em seu país, o qual, de qualquer forma, não passava mesmo de uma província de segunda classe na extremidade oriental do mapa romano. Se tivessem parado para avaliar as probabilidades de sucesso de sua missão eles teriam desanimado; tão grandes eram as condições adversas. Eis algumas dificuldades: 1.1.1 A primeira dificuldade com que os primeiros missionários cristãos deparavam era o fato de que eles não eram ninguém. Um punhado de homens sem formação rabínica que estava tentando corrigir a teologia e a fé, sem mencionar as práticas religiosas de líderes religiosos profissionais e preparados adequadamente, os quais eram, além disso, os portadores de uma tradição oral que diziam remontar a Moisés. Que impertinência! Não é de estranhar que o sumo sacerdote os tratou com um misto de admiração e escárnio, como “homens simples e sem erudição” (At 4.13). A vontade de rir desapareceu, porém, quando esses leigos ignorantes começaram a atrair um séquito considerável, incluindo alguns sacerdotes (At 6.7), e a atiçar um vespeiro nos ouvidos das autoridades religiosas, acusando-as de assassinato judicial, ou seja, de uso injustificado da pena de morte. O movimento tinha de ser extirpado no nascedouro. Mas foi precisamente isso que se mostrou impossível. Não era fácil se livrar dos cristãos.1.1.2 A perseguição e a acusação de blasfêmia. As perseguições se multiplicavam, pois o sinédrio e seus lacaios não podiam aceitar a pregação de que Jesus de Nazaré, filho de Maria, fosse o Messias, o rei predito pelos profetas. No princípio da igreja, se identificar com Cristo tinha várias consequências sociais e religiosas. O novo crente, correria o risco de ser expulso da sinagoga, taxado como apóstata, preso e até condenado a morte. Como evangelizar e como aceitar Jesus nesse contexto? 1.1.3 O desprezo greco-romano. Os romanos tratavam o cristianismo como uma superstição judaica. Para eles, era loucura o conteúdo da pregação cristã. Eles pensavam: “Como pode um judeu, nascido em uma cidadezinha, sem nenhuma posição de destaque, morto pelo seu próprio povo em cruz, ser o Deus poderosos criador de todas as coisas? Como posso crer nele como meu salvador? 1.1.4 As falsas acusações. Os cristãos eram acusados de ateísmo, assim como os judeus antes deles, porque não prestavam homenagens aos deuses habituais da época. Além de ateísmo, havia boatos de incesto e canibalismo a respeito dos cristãos; eles tinham de refutar esses rumores constantemente. Incesto porque chamavam uns aos outros de irmãos; canibalismo devido a celebração da ceia. 1.2 Os sentimentos que fluem numa igreja avivada. Qual era o segredo de tal fervor ante as inúmeras adversidades? O que motivou os cristãos para esse empenho incansável e altruísta na evangelização mesmo em face de tanta perseguição? Parece que os evangelistas cristãos dos primeiros dois séculos tinham quatro motivações em comum: 1.2.1 Convicção na Ressureição de Jesus. Ao entardecer daquele primeiro dia da semana, os discípulos estavam reunidos com as portas trancadas, por medo dos líderes judeus. De repente, Jesus surgiu no meio deles e disse: “Paz seja com vocês!” Enquanto falava, mostrou-lhes as feridas nas mãos e no lado. Eles se encheram de alegria quando viram o Senhor. Um dos Doze, Tomé, apelidado de Gêmeo, não estava com os outros quando Jesus surgiu no meio deles. Eles lhe disseram: “Vimos o Senhor!”. Ele, porém, respondeu: “Não acreditarei se não vir as marcas dos pregos em suas mãos e não puser meus dedos nelas e minha mão na marca em seu lado”. Oito dias depois, os discípulos estavam juntos novamente e, dessa vez, Tomé estava com eles. As portas estavam trancadas, mas, de repente, como antes, Jesus surgiu no meio deles. “Paz seja com vocês!”, disse ele. Então, disse a Tomé: “Ponha seu dedo aqui, e veja minhas mãos. Ponha sua mão na marca em meu lado. Não seja incrédulo. Creia!”. “Meu Senhor e meu Deus!”, disse Tomé. (Jo 20.19,20; 24-28 NVT). 1.2.2 Sentimento de gratidão. Não restam dúvidas de que uma das principais motivações para a evangelização era a gratidão. A experiência extraordinária do amor de Deus por meio Jesus Cristo era o combustível da igreja de seus missionários. “O Filho de Deus me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gl 2.20). 1.2.3 Sentimento de responsabilidade. O terceiro fator que pesou muito sobre os cristãos foi a responsabilidade diante de Deus no sentido de viver de forma coerente com a fé por eles professada. Viviam sob o olhar de Deus, e estavam decididos a agradá-lo em tudo o que faziam. Por essa razão, não podia ser indiferentes ao imperativo da grande comissão: “ide por todo o mundo”. 1.2.4 Sentimento de preocupação. Jesus veio buscar e salvar os perdidos (Lc 19.10). Esse foi o propósito supremo da sua encarnação e expiação. Ele tinha certeza de que o ser humano, por si mesmo, não poderia se acertar com Deus e com seu próximo. A preocupação com os não evangelizados era comum aos irmãos avivados e inflamados pelo Espírito, veja o que o apóstolo Paulo disse aos romanos: sou devedor tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes. (Rm 1.15 NVI).

II. OS PRINCÍPIOS DE UMA IGREJA MISSIONÁRIA

“Missões se fazem com os pés dos que vão, os joelhos dos que oram e as mãos dos que contribuem”

Leia mais…

Joias de Michelle podem ser propina por venda de refinaria, sugere ministro

O ministro-chefe da Secretária da Comunicação (Secom), Paulo Pimenta, apontou que as joias avaliadas em R$ 16,5 milhões dadas a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro podem ser uma propina envolvendo a privatização de uma refinaria da Petrobras. Em vídeo publicado em sua conta no Twitter, Pimenta cita que as joias foram dadas a ex-primeira-dama num momento em que o governo estava negociando a venda da refinaria da Petrobras Landulpho Alves, na Bahia, para o fundo árabe Mubadala Capital.

Joias avaliadas em R$ 16,5 milhões podem ser propina para o governo Bolsonaro, diz ministro Paulo Pimenta (Crédito: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil)

+ Chefe da Receita foi acionado para liberar joias de Michelle e Bolsonaro

“Jair, Michelle e seus apoiadores mais próximos tentaram de todas as maneiras que uma propina de R$ 16,5 milhões em diamantes ficasse com a família. Na hora que o governo estava negociando a venda de uma grande refinaria para o mundo árabe apareceu esse presente. Joias, diamantes, que deveriam ser do Estado brasileiro”, disse Pimenta no vídeo. Assista ao vídeo: Em outra publicação, o ministro lembrou de uma postagem feita por ele em 1º de dezembro de 2021, em que acusava o governo Bolsonaro de vender a refinaria por um valor abaixo do mercado. “Bolsonaro entregou de mão beijada refinaria para fundo árabe após viagem a Dubai”, escreveu. O ex-presidente recebeu as joias em outubro de 2021 após viagem à Arabia Saudita e o material foi apreendido pela Receita Federal por não ter sido declarado como item pessoal nem como presente ao Estado brasileiro.

istoe

Brasileiro troca o arroz, feijão e carne por salgado para economizar com almoço

Na última quarta-feira, 7, o comerciante Cícero Severiano Ribeiro, de 50 anos, parou na hora do almoço num trailer que vende salgados no terminal de ônibus da Vila Mariana, na zona sul de São Paulo. Pediu um salgado, um suco e gastou R$ 6. “Adoro comer essa coxa (creme) de frango.”Além de o comerciante ser atraído pelo sabor do salgado, ele conta que vem mudando os hábitos. Duas a três vezes na semana, almoça o tradicional prato feito, mas nos demais dias opta por um salgado e um suco. Antes da pandemia, ele comia arroz com feijão todo dia. A mudança ocorreu por causa da correria do dia a dia e, principalmente, para economizar. “Os tempos se tornaram mais difíceis.”A conta de quanto Ribeiro economiza ao almoçar um salgado é simples. Um prato feito, com arroz, feijão e carne, por exemplo, não sai por menos de R$ 25 na região onde trabalha. Essa cifra equivale ao desembolso de três dias almoçando salgado e suco.O comerciante é um entre os milhões de brasileiros que, depois da pandemia, trocaram o prato feito pelo salgado nas refeições fora de casa. Esse movimento foi detectado pela consultoria Kantar, que monitora o consumo fora de casa de alimentos e bebidas em sete regiões metropolitanas do País.No ano passado, os brasileiros que vivem nessas regiões consumiram 170 milhões a mais de salgados prontos, como quibe, coxinha, pão de queijo, pastel, por exemplo, em relação a 2019, antes da pandemia. Em contrapartida, o consumo de refeições, com arroz, feijão, carne, por exemplo, diminuiu em 247 milhões de unidades na mesma base de comparação.Para chegar ao número de unidades, que expurga o efeito da inflação, a consultoria monitorou diariamente, por meio de aplicativo, o consumo de alimentos e bebidas fora de casa de 4 mil adultos. Eles representam o comportamento de 48 milhões de pessoas que vivem nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio, Recife, Salvador, Fortaleza, Curitiba e Porto Alegre.

” Enquanto isto a corrupção continua no galope intensificada cada vez mais”

Leia mais…

Lula lança pacote de medidas para mulheres que inclui igualdade salarial; veja todas ações

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta quarta-feira (8) vários projetos de leis e decretos durante evento de comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Dentre eles, o destaque está um projeto de lei (PL) que estabelece igualdade salarial para homens e mulheres que exerçam a mesma função no trabalho. O texto ainda terá que ser discutido no Congresso para entrar em vigor.

O presidente afirmou que a Justiça deveria obrigar os empresários a pagar salários iguais, caso seja detectada diferença entre gêneros. “Vai ter muita gente que não vai querer pagar, mas por isso a Justiça tem que funcionar para obrigar o empresário a pagar”, disse Lula.A questão da igualdade salarial entre gêneros era um dos compromissos assumidos por Lula durante a campanha eleitoral, como parte de um cálculo político para aumentar a sua vantagem entre as mulheres, já que a rejeição do eleitorado feminino ao ex-presidente Jair Bolsonaro era maior do que no caso dos homens.A diferença de remuneração entre homens e mulheres, que vinha em tendência de queda até 2020, voltou a subir no País e atingiu 22% no fim de 2022, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Embora pagar salários diferentes sejam proibidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), faltam mecanismos que garantam que a lei seja cumprida.Lula também assinou foi um PL que institui o Dia Nacional Marielle Franco, em homenagem à vereadora carioca assassinada em 2018.

Pacote completo

O pacote do governo para avançar na questão dos direitos das mulheres, além da questão da igualdade salarial, envolve as seguintes ações:

SAÚDE E DIGNIDADE MENSTRUAL – Decreto determina a distribuição gratuita de absorventes no Sistema Único de Saúde (SUS). Também irá lançar um programa de equidade de gênero e raça entre servidores do SUS.

EDUCAÇÃO E ESPORTE – Retomada das obras de 1.189 creches que estavam com o andamento paralisado. Também serão asseguradas vagas em cursos e programas de educação profissional e tecnológica para 20 mil mulheres em situação de vulnerabilidade nos próximos dois anos. Decreto que determina a licença-maternidade para integrantes do Bolsa Atleta foi assinado.

CULTURA E TURISMO – Edital Ruth de Souza de Audiovisual vai dar suporte a projetos inéditos de cineastas brasileiras para realização de seu primeiro longa-metragem. São R$ 10 milhões em investimentos.

CIÊNCIA E PESQUISA – Decreto institui a Política Nacional de Inclusão, Permanência e Ascensão de Meninas e Mulheres na Ciência, Tecnologia e Inovação. A estimativa é de que haja uma chamada pública do CNPq de R$ 100 milhões, voltada para mulheres nas ciências exatas, engenharia e computação.

ECONOMIA E INOVAÇÃO – O programa Organização Produtiva Econômica das Mulheres Rurais prevê o lançamento de um edital de assistência técnica rural para mulheres do campo com R$ 50 milhões de investimento e perspectiva de atender até 20 mil mulheres.

CRÉDITO E ACELERAÇÃO – No Banco do Brasil, cinco carretas do Agro Mulher vão percorrer o país com oferta de crédito diferenciado para mulheres, serviços financeiros e capacitação para pessoas físicas e jurídicas. A Caixa irá promover o Mulheres na Favela, qualificação de mulheres em três laboratórios de inovação social no Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. O BNDES, por sua vez, enfatizará o Projeto Garagem, com aceleração de startups lideradas por mulheres.

Leia mais…

Após solicitação de parlamentares, Nikolas Ferreira pode ser cassado por falas transfóbicas

O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) poderá ter seu mandato cassado por seu discurso transfóbico da última quarta-feira (08). Ao lado da bancada do PSB e outros políticos, a deputada Tabata Amaral (PSB-SP) confirmou que solicitará o pedido de cassação do deputado junto ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. De acordo com o “g1”, o Ministério Público Federal (MPF) já solicitou à Câmara que as “violações éticas” do bolsonarista sejam investigadas. No final da noite, a bancada do PSOL na Câmara entrou com uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra Nikolas Ferreira, em iniciativa liderada por Erika Hilton (PSOL-SP).O deputado já responde por injúria racial contra a deputada trans Duda Salabert (PDT-MG). Isso porque, em 2019, a transfobia foi equiparada ao crime de racismo pelo STF.

” Realmente a colocação que a deputada Tabata Amaral (PSB-SP) é uma realidade. Uma boa parte de brasileiro um dia vão aprender a votar em pessoas que possam assumir o cargo de deputado federal com pudor. Este palaço representa o que para o Brasil

istoe

“Não é homem, é um moleque”

“Não é homem, é um moleque”. (Tabata Amaral, deputada federal, PSB-SP, sobre seu colega Nikolas Ferreira, PL-MA, que em discurso na Câmara, usando uma peruca, ofendeu as mulheres trans no Dia Internacional das Mulheres. Tabata pedirá a cassação do mandato dele) “Não é homem, é um moleque”. (Tabata Amaral, deputada federal, PSB-SP, sobre seu colega Nikolas Ferreira, PL-MA, que em discurso na Câmara, usando uma peruca, ofendeu as mulheres trans no Dia Internacional das Mulheres. Tabata pedirá a cassação do mandato.

metropoles 

Hipertrofia: 4 formas de acelerar o ganho de massa muscular

Cumpre com regularidade o seu treinamento na academia? Então, provavelmente, você já ouviu alguém reclamar sobre a dificuldade de atingir a hipertrofia, que consiste no aumento do tamanho e volume dos músculos. Ao mesmo tempo, dúvidas pairam na mente de quem ainda é iniciante.

Trabalhe a pegada

“Para melhorar a sua pegada, escolha os dois maiores halteres que você conseguir e segure-os até a sua mão abrir. Faça isso ao final de dois ou três treinos na semana, preferencialmente nos dias que você trabalhar dorsais e trapézio, para deixar o estresse no mesmo dia”, explica o personal trainer Leandro Twin.

Sem receio

Quanto mais intenso o treino, melhor você sentirá o resultado. Não desanime, principalmente quando sentir o cansaço excessivo. Continue a leitura no site SportLife, parceiro do Metrópoles.

metropole

WhatsApp: Função ‘não incomode’ será lançada em breve

A vida de muita gente deve mudar após o lançamento deste recurso do WhatsApp. O mensageiro está desenvolvendo uma ferramenta que bloqueia chamadas de desconhecidos. Com isso, a irritação e chateação por estar recebendo ligações de números aleatórios acabará.Como de costume, a informação foi divulgada no site especializado WABetaInfo. O lançamento vem junto a implementação das Comunidades, uma vez que alguns usuários estão reclamando por estarem sendo abordados por integrantes desses grupos.

Função de silenciar chamadas desconhecidas

De acordo com o portal, o novo recurso ficará na seção de configurações. Desse modo, para utilizá-la, será necessário fazer a ativação. Com a ferramenta já habilitada, as chamadas indesejadas só ficarão listadas nas chamadas e no centro de notificações.Contudo, é importante frisar que a nova funcionalidade para silenciar números desconhecidos ainda está em desenvolvimento e não foi disponibilizada para os usuários beta. Portanto, caso não sejam encontrados problemas graves, ela será liberada para testes.

Outras novidades do WhatsApp

Transcrição de áudios para textos

Uma função que será muito útil para os usuários do WhatsApp está perto de ser lançada. Em breve, estará disponível a ferramenta de transcrição de notas de voz para textos. Desse modo, quem não quiser ouvir as mensagens de áudios, por ser muito longas inclusive, poderão convertê-las em mensagens de texto.De acordo com o WABetaInfo, o recurso já está em fase de desenvolvimento. Em resumo, a transcrição dos áudios será feita de forma automática, dentro do próprio aplicativo. Além disso, será possível fazer a conversão para outros idiomas, no entanto, será preciso baixá-los como adicionais e incluí-los na plataforma de mensagens.Contudo, vale ressaltar que a opção de reprodução do áudio ainda será padrão no WhatsApp. Sendo assim, a função de transcrição deve ser ativada pelo usuário após selecionar o áudio que queira ler. Ademais, por ainda estar em desenvolvimento, não há previsão de lançamento para todos os usuários do mensageiro.

Recurso de editar mensagens

WhatsApp está testando um recurso esperado por muitos usuários. Em breve, será possível editar mensagens já enviadas na plataforma de mensagens. No entanto, a funcionalidade ainda está em desenvolvimento na versão beta do mensageiro para iOS.Segundo informações do site WABetaInfo, após enviar a mensagem, o usuário terá até 15 minutos para corrigir algum erro ou adicionar alguma informação. Entretanto, para isso, será necessário que o aplicativo esteja em sua última versão, lembrando que o recurso está sendo testado numa versão de iOS.Além disso, é possível que haja uma nova atualização que permitirá editar legendas de mídias, sejam elas fotos ou vídeos. Contudo, não há nenhuma previsão oficial de quando a funcionalidade chegará na versão final. Da mesma forma, não se sabe se vai ser exclusivo do iOS ou se também será implementado no Android.

Saiba qual antioxidante poderoso ajuda nas funções cognitivas

Os antioxidantes ajudam a fortalecer o sistema imunológico e trabalham para mantê-lo em sua melhor saúde. De acordo com a revista feminina britânica Good Housekeeping, indivíduos saudáveis ​​são capazes de produzir essas substâncias naturalmente. Uma delas, poderosa quando o assunto é ajudar nas funções cognitivas, é o ácido alfa lipóico. Esse ácido é um tipo de gordura presente no organismo humano como composto orgânico e também pode ser obtido por meio de dieta e suplementação.Segundo a nutricionista Thaiz Brito, colunista do Metrópoles, ele ajuda a transformar glicose em energia; possui efeito anti-inflamatório, que ajuda a reduzir a ação do envelhecimento —até na pele—; e graças ao alto potencial antioxidante, evita quadros de síndrome metabólica, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e inflamatórias, além do câncer.

Além dos alimentos, o ácido alfa lipóico pode ser obtido por meio de dieta e suplementação

“Ele pode ser considerado antioxidante pela sua capacidade de neutralizar os radicais livres. Pesquisas já relataram o efeito desse ácido também na redução da resposta inflamatória, por reduzir a expressão de citocinas pró-inflamatórias, como a interleucina 6 (IL-6), além do fator de necrose tumoral alfa (TNF-a)”, explica Thaiz.As funções cognitivas têm um papel muito importante na nossa qualidade de vida, pois melhoram o pensamento, a percepção, atenção, memória, linguagem e o aprendizado. O ácido alfa lipóico pode ser encontrado em carnes bovinas, como coração e fígado, no brócolis, espinafre, farelo de arroz e em frutas, a exemplo do tomate. “Uma curiosidade é que, pelo consumo alimentar, não foi observado aumento relevante do composto no organismo, reforçando a ideia da suplementação”, finaliza a profissional.

metropoles

Dia Internacional da Mulher: 5 dicas para cuidar da saúde feminina

O dia 8 de março é uma das principais oportunidades do ano para pensarmos sobre a saúde feminina. São elas quem mais se preocupam com o bem-estar, mas ainda assim, sempre restam algumas dúvidas para saber se o acompanhamento médico está em diaDar atenção às necessidades do seu corpo significa estar atento com a própria saúde, assim como identificar precocemente hábitos que podem trazer malefícios. Esse cuidado inclui diversos pontos no dia a dia da mulher. Por isso, consultamos especialistas para comentar a importância de tais práticas. Confira:

1 – A importância do acompanhamento ginecológico

A ginecologista Yara Caldat explica que cada vez mais trabalha-se com uma medicina preventiva. O objetivo é evitar quadros mais graves iniciando tratamentos o mais precocemente possível quando algum sinal de doença se manifesta. Nesse contexto, a profissional destaca que as mulheres têm alguns exames muito importantes a serem feitos, de acordo com cada fase de vida. Ela cita os mais importantes:Papanicolau. Esse exame é capaz de prevenir o desenvolvimento do câncer de colo uterino. Sua realização é indicada para toda paciente que iniciou vida reprodutiva, a partir dos 25 anos de idade, segundo o Ministério da Saúde.Porém, com o início cada vez mais precoce da vida sexual feminina, o ideal é que independente da idade, após o início das atividades sexuais, já seja feito o exame preventivo. O papanicolau deve ser feito anualmente e após dois exames consecutivos negativos, pode ser feito a cada três anos. Mamografia. A mamografia é o principal exame para detecção precoce de câncer de mama, o mais frequente entre as mulheres. Deve ser realizado anualmente em pacientes acima de 40 anos sem histórico de câncer familiar. E a partir dos 35 anos, para mulheres que tenham histórico familiar de câncer de mama.

metropole