27 de fevereiro de 2024 20:56

freitasnews16
Destaque Notícias

A falta de amor

O adversário, ao longo da His­tória, tem atacado a Igreja do Senhor em várias frentes. Ele tem semeado dissensões entre...
Leia mais
Agricultura Destaque

Chuvas causam prejuízos de R$ 100 milhões aos produtores de frutas do São Francisco

Os produtores de uva e manga do Vale do São Francisco iformam que já contabilizam prejuízos que ultrapassam os R$...
Leia mais
Destaque Política

Alerta À Igreja: O Destino Do Sal Insípido

Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para...
Leia mais
Destaque Política

Ministro Fernando Haddad testou positivo para covid-19

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, foi diagnosticado com covid-19, o que poderá comprometer a sua participação presencial nos eventos do G20...
Leia mais
Destaque Notícias

Governo lança programa ‘Infância Protegida’ e anuncia a criação de mais de 100 leitos de internamento

O Governo de Pernambuco lançou, nesta segunda-feira (26), o Plano de Contingência das Doenças Respiratórias Sazonais na Infância para o...
Leia mais
Destaque Notícias

Como Cordeiros entre Lobos

  É um dos preceitos fundamentais da liderança que um líder deve servir de exemplo para seus liderados. O próprio...
Leia mais
Destaque Notícias

Mentira, a Raiz do Pecado

Assim como você, eu tenho assistido – e ficado cansado e frustrado com – a guerra de narrativas na política...
Leia mais
Celebridade Destaque

Uma profissional dedicada, é assim que Mari Gonzalez (27) se denomina. Repórter e apresentadora contratada da TV Globo, onde tem comandado o Mesacast...
Leia mais
Destaque Saúde

FRUTAS QUE ‘SUGAM’ O AÇÚCAR DO SANGUE: veja 5 FRUTAS QUE COMBATEM A GLICOSE ALTA; frutas para baixar DIABETES

  Vamos explorar algumas das frutas que podem fazer parte de uma dieta saudável para diabéticos. FRUTAS QUE BAIXAM O...
Leia mais

Brasil tem semana com mais casos de covid-19 desde início da pandemia

Na semana que se encerrou no sábado (9), o Brasil registrou o maior número de casos da covid-19 em sete dias desde os primeiros relatos da doença do país. Foram quase 360 mil novos casos de infecção no período. Até então, o patamar mais elevado foi observado na semana entre 13 e 19 de dezembro, quando a soma de contaminados ultrapassou 320 mil. Dados sobre mortes também apresentaram crescimento. Até 9 de janeiro foram 6.906, resultado mais expressivo registrado desde a segunda semana de agosto. A média móvel de mortes – soma de todos os casos dos últimos sete dias, dividida por sete – chegou a 987, o que também não era observado desde agosto. As informações estão disponíveis no site do Ministério da Saúde, que fornece atualizações diárias dos números oficiais da pandemia no Brasil. Ainda segundo a página, o país tinha mais de 720 mil pacientes com a covid-19 em acompanhamento até este domingo (10). O Brasil registrou 29.792 casos da covid-19 somente neste domingo (10), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Com isso, o total de infectados desde o início da pandemia é de 8.105.790 no país. O número de óbitos confirmados em 24 horas foi de 469. Mais de 203 mil vidas já foram perdidas para o coronavírus em território nacional. 

A novela das vacinas

Nesse sábado (9), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pediu novos documentos ao Instituto Butantan para o processo de aprovação do uso emergencial da CoronaVac. Segundo a agência, faltam documentos que são “condição necessária para viabilizar a avaliação, a conclusão e a deliberação sobre a autorização de uso emergencial das vacinas”.Os levantamentos requisitados pela Anvisa dizem respeito à demografia, resultados do estudo por população de intenção de tratamento, descrição de desvios de protocolo, entre outros. Por meio de nota, o Instituto Butantan informou que atendeu prontamente ao pedido e “permanece fornecendo todos os documentos necessários”.  De acordo com o órgão, o prazo para autorização de uso da vacina não foi alterado.

O governador de São Paulo, João Doria, criticou indiretamente o pedido. Sem citar a requisição, ele escreveu em uma rede social: “É preciso senso de urgência da Anvisa p/ liberação da vacina do Butantan. Ritos da ciência devem ser respeitados, mas devemos lembrar que o Brasil perde cerca de mil vidas/dia para a covid-19. Com a liberação da Anvisa, milhões de vacinas que já estão prontas poderão salvar vidas”. Doria está envolvido em um embate político com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desde o início da pandemia. Nos últimos meses, a disputa tem como principal objeto de polêmica a campanha de vacinação contra o coronavírus. A vacina do Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo, é fruto de uma parceria com uma empresa chinesa. Em julho, o presidente já alardeava críticas sem embasamento ao imunizante produzido na China, maior parceiro comercial do Brasil. No início de novembro, ele chegou a comemorar, como uma vitória pessoal, a suspensão dos testes da vacina, determinada temporariamente pela Anvisa por um efeito adverso. A morte de um voluntário, que foi relatada pelo Butantan, não tinha relação com a substância.

Saiba o que é o novo coronavírus

É uma vasta família de vírus que provocam enfermidades em humanos e também em animais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que tais vírus podem ocasionar, em humanos, infecções respiratórias como resfriados, entre eles a chamada “síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS)”. Também pode provocar afetações mais graves, como é o caso da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SRAS). A covid-19, descoberta pela ciência mais recentemente, entre o final de 2019 e o início de 2020, é provocada pelo que se convencionou chamar de “novo coronavírus”. 

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

brasildefato

Compartilhe:

INFORMAÇÃO DA ESCOLA JOSÉ PAULINO DE SIQUEIRA – PE

A escola municipal José Paulino de Siqueira convida toda comunidade para realização de matrículas e renovações de matrículas no período de 11 a 22 de janeiro, das 8 às 11 da manhã para alunos do 6º ao 9º ano, e de 1 às 4 da tarde para alunos do 4º e 5º ano, lembrando que para os alunos novatos as cópias dos documentos citados na imagem são obrigatórios, contamos com a presença de todos.

   Agradece a direção.

Pedimos desculpas pela errata que houve neste comunicado, não era a EREM SANTA TEZINHA, MAIS SIM A ESCOLA JOSÉ PAULINO DE SIQUEIRA.

Compartilhe:

Primeiro FPM do ano será repassado nesta sexta-feira, R$ 5,4 bilhões

07012020 arte CNM FPMO primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de 2021 será feito na próxima sexta-feira, 8 de janeiro. Serão repassados aos cofres municipais R$ 5.400.014.834,63, valor nunca antes visto, desde de 2003, quando a Confederação Nacional de Municípios (CNM) lançou a série de levantamentos mensais do fundo.

Mesmo com a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), a transferência de R$ 4.320.011.867,70 representa um crescimento de 53,83% em relação ao mesmo período do ano passado. Os números são divulgados pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e são influenciados pela arrecadação do final do ano. Geralmente, o primeiro decênio representa quase a metade do valor total repassado. Dados da CNM mostram que, em janeiro de 2020, as prefeituras receberam R$ 8,9 bilhões, sendo R$ 3,5 bilhões na primeira transferência do mês.+ 49,49% 
Ao aplicar a inflação do período, a transferência que abre o FPM do ano ainda será 49,49% maior que o valor repassado há um ano. Dos mais de R$ 4 bilhões, Municípios com coeficientes 0,6 ficarão com R$ 1.063.645.382,22, enquanto 168 prefeituras de coeficientes 4,0 receberão R$ 710.997.395,70 do total a ser transferido.

Conforme ressalta o levantamento da CNM, o FPM é a principal receita de grande parte dos Municípios, por isso a entidade divulga os repasses descendais, além de disponibilizar plataforma para o acompanhamento dessa e das demais Transferências Constitucionais. A entidade ainda não tem explicações assertivas sobre o crescimento tão fora do parâmetro, apesar de notícias divulgadas no final do ano passado apontarem desempenho histórico da arrecadação nacional. 07012220 grafico fpm

Sazonalidade

Leia mais…

Compartilhe:

Como manter seu cérebro saudável em qualquer idade, de acordo com neurologistas

Estimular a criatividade e evitar vícios são formas de melhorar o desempenho cerebral

O cérebro é indiscutivelmente um dos órgãos mais importantes do corpo. Ele faz tudo, desde raciocinar e regular pensamentos e emoções até controlar a respiração e as habilidades motoras. É por isso que mantê-lo em ótima forma deve ser uma prioridade. Embora as mudanças no cérebro (e no resto do corpo) sejam inevitáveis ​​e totalmente normais à medida que você envelhece, certos hábitos podem ajudar a adiar o declínio cognitivo relacionado à idade e manter a demência sob controle.

1. Exercite-se

“Os exercícios têm um impacto enorme na saúde cerebral”, comenta Dean Sherzai, neurologista e codiretor do Programa de Prevenção de Alzheimer do Centro Médico da Universidade de Loma Linda, na Califórnia (EUA). Eles ampliam a função cognitiva por meio de uma série de processos. “Uma maneira poderosa de fazer isso é pelo efeito nas funções vasculares (sistema circulatório). Exercitar-se pode aumentar o fluxo sanguíneo para o cérebro, reduzir a rigidez dos vasos sanguíneos e prevenir o acúmulo de placas de colesterol nos vasos que levam ao cérebro”.

“As atividades físicas ajudam exponencialmente a liberação de um fator de crescimento cerebral importante chamado BDNF –abreviação de Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro. Este neuroquímico ajuda no crescimento das conexões entre os neurônios, aumentando, portanto, o tamanho e a função do cérebro”, explica Sherzai. “O exercício regular também reduz a inflamação e os processos oxidativos”, conta o neurocientista. “A boa notícia é que você não precisa correr uma maratona para obter esses efeitos notáveis”, acrescenta. Apenas 150 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada por semana (como ciclismo, caminhada, natação ou zumba) são suficientes para colher os benefícios cerebrais da atividade física.

forbes

Compartilhe:

Hortas comunitárias: alternativa para agricultura na cidade

Eliminar terrenos baldios em áreas urbanas, produzir e fornecer hortaliças para o consumo de escolas e famílias e melhorar a qualidade da alimentação da comunidade são algumas das vantagens da implantação de hortas comunitárias nas cidades.

Instaladas em lotes vagos que muitas vezes são utilizados como depósitos de entulho e se transformam em focos de doenças, a produção das hortas comunitárias abastece famílias que moram perto destes terrenos. Na maioria dos casos, a produção é feita a partir dos princípios de agricultura orgânica.Há 15 anos, em uma área pública de cinco mil metros quadrados, a terra vermelha deu lugar a hortaliças e árvores frutíferas, tornando-se o que é considerada hoje a maior horta urbana do Distrito Federal – o Instituto Horta Girassol. A coordenadora do projeto, Hosana Alves, conta que tudo começou em agosto de 2005, quando aconteceu um surto de hantavirose na região. “A comunidade ficou muito preocupada porque tinha um lixão. Todos se mobilizaram e pedimos a ajuda da administração regional, que limpou o local”, lembra. A partir de então, para evitar que o lixo voltasse a se acumular no local, a horta foi criada. Inicialmente, a plantação era pequena e, hoje, o Instituto Horta Girassol tem um projeto chamado Comunidade que Sustenta Agricultura (CSA), que funciona em parceria com produtores orgânicos e membros da comunidade. Os produtos colhidos são fornecidos aos participantes que ajudam com contribuição financeira para o espaço. Toda semana, após a colheita, eles recebem uma cesta de verduras, frutas e legumes em casa.

Outra experiência é a Horta Comunitária do Guará, criada em 2017, por meio da revitalização de um espaço público abandonado nos fundos da unidade básica de Saúde, na QE 38, no Guará II, também no Distrito Federal. Um grupo pequeno de voluntários se reuniu para limpar o mato, fazer a capina, os canteiros e começou a plantar. “A iniciativa, além da produção de alimentação orgânica e saudável, sem agrotóxicos, promove o alívio de stress, bem-estar, segurança alimentar, terapia e educação ambiental e sustentabilidade”, destaca a engenheira ambiental Dahiana Ribeiro. Atualmente, a horta conta com cerca de 200 voluntários que a cada 15 dias se reúnem para plantar, cuidar dos canteiros e fazer a colheita nos encontros comunitários, realizados sempre aos sábados pela manhã. Muitos voluntários visitam a horta em busca de conhecimentos para replicar o modelo em seus bairros. Outros, para estudos acadêmicos e há aqueles que querem frequentar as oficinas de produção de sabão líquido e em barra. A Horta Comunitária também conta com um Centro de Educação Ambiental, onde as crianças participam de brincadeiras e têm contato com legumes, verduras e frutas, aprendendo e se familiarizando com os alimentos produzidos: tomate, couve, beterraba, alface, jiló, repolho, quiabo e outros. Os encontros envolvem plantio de hortaliças, oficinas, discussão de temas, lanches comunitários, colheita e distribuição de cestas aos voluntários, e doação para entidades sociais como creches e igrejas.

Leia mais…

Compartilhe:

Desmatamento na Amazônia cresce 13,7% em dezembro, diz Inpe

Vista aérea de área desmatada na Amazônia 14/08/2020 REUTERS/Ueslei Marcelino
Vista aérea de área desmatada na Amazônia

O desmatamento na Amazônia aumentou 13,7% em dezembro de 2020 na comparação com o mesmo mês de 2019, mostraram dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que também apontaram que 2020 foi o segundo ano com maior área desmatada desde que o Inpe adotou uma nova versão do sistema Deter para monitorar os alertas de desmatamento. De acordo com os dados do Inpe, os alertas de desmatamento na Amazônia somaram 216 quilômetros quadrados, contra os 190 quilômetros quadrados de dezembro de 2019. Para todo o ano de 2020, a área desmatada apontada pelo Deter foi de 8.426 quilômetros quadrados, uma queda de 8,2% em relação a 2019, mas ainda 70,2% maior do que em 2018. O dado significa que os dois primeiros anos do governo do presidente Jair Bolsonaro, um defensor da exploração econômica da Amazônia –como legalização do garimpo, por exemplo– detêm os dois maiores registros de desmatamento da série histórica da nova versão do sistema do Deter. “Bolsonaro tem dois anos de mandato e os dois piores anos de Deter ocorreram na gestão dele. As queimadas, tanto na Amazônia quanto no Pantanal, também cresceram por dois anos consecutivos. Não é coincidência, mas sim o resultado das políticas de destruição ambiental implementadas pelo atual governo”, avaliou Marcio Astrini, secretário-executivo do Observatório do Clima em nota distribuída pela entidade. Em novembro, o Inpe anunciou que o desmatamento anual da Amazônia, medido entre agosto de um ano a julho do ano seguinte, foi o maior em 12 anos no período 2019/2020. De acordo com o sistema Prodes, que mede o desmatamento anual da floresta, 11.088 quilômetros quadrados de área foram perdidos, aumento de 9,5% em relação a 2018/2019. O governo Bolsonaro é alvo de críticas de ambientalistas e também de pressão internacional por causa do aumento do desmatamento da Amazônia, assim como pelo crescimento das queimadas tanto na Floresta Amazônica como no Pantanal. O aumento do desmatamento da Amazônia ocorre mesmo com a mobilização das Forças Armadas, destacadas para conter a perda florestal e os crimes ambientais na região.

Leia mais…

Compartilhe:

Mayra Cardi revela que ficou feliz com as declarações de Arthur Aguiar e diz que aceitou ajuda do ex-marido: – Achei muito humano da parte dele

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como você viu aqui no ESTRELANDO, Arthur Aguiar perguntou para os seus seguidores do Instagram se ele deveria ir ao encontro de Mayra Cardi, recentemente diagnosticada com o novo coronavírus. O intuito do ator é cuidar da life coach e reconquistá-la, visto que, de acordo com ele, aconteceu uma transformação em sua vida, que o fez um homem e um pai melhor. Após a repercussão das declarações do cantor, Mayra resolveu se pronunciar em entrevista ao colunista Leo Dias, dizendo: – Achei muito bonito da parte dele conseguir reconhecer os erros. Todos nós sabemos o quanto é doloroso tirar as nossas máscaras. Quando resolvi expor meu relacionamento, tinha dois objetivos: sair dele, pois eu estava muito triste; e, segundo, transformar o pai da minha filha para que ele fosse um exemplo.

– Missão cumprida, não? Fico muito feliz em ver o Arthur nessa transformação. Acho muito importante não negarmos ou duvidarmos do processo de transformação de quem busca ser melhor. É muito difícil quando você luta para ser alguém melhor e a plateia grita que é mentira.

– Quanto a ele se oferecer para cuidar de mim, achei muito legal também. Afinal, independentemente do que nós vivemos, eu sou e sempre serei a mãe da filha dele, né? Ele sabe que estou sozinha e achei muito humano da parte dele. Estou indo ao hospital fazer um exame para avaliar o meu pulmão. E vou pedir para que ele me leve, sim. Nós iremos, obviamente, tomar todos os cuidados necessários para não passar Covid-19 para ele.

Compartilhe:

Isis Valverde refresca-se com look de crochê na BA e fãs a elogiam: “Sereia”

Isis Valverde na Bahia (Foto: Reprodução/Instagram)    Isis Valverde encanta com novas fotos na Bahia 

Isis Valverde está na Bahia com a família e tem compartilhado várias fotos da viagem com seus seguidores no Instagram. Nesta quinta (7), a atriz postou uma imagem se refrescando no mar com um look feito de crochê e ganhou elogios dos internautas. “Sereia”, “belíssima”, “linda” e “de tirar o fôlego” foram alguns dos elogios deixados pelos fãs. Atualmente, a atriz está no ar como a personagem Ritinha na reprise de A Força do Querer na Globo.

Nos Stories, Isis também mostrou um pouco do seu dia. Além de fazer ioga e tomar banho de piscina com chapéu e biquíni rosa, a atriz curtiu a natureza com o figurino artesanal. A mineira também mostrou o marido, André Rezende, na piscina com o filho deles, Rael, de dois anos. Em um dos vídeos, o menininho aparece “conversando” com uma borboleta. “Chama, filho! Fala para ela viver! Fala: Vive, borboleta!”, diz a atriz, sendo repetida pelo bebê. Nesta quarta-feira (6), a educadora física Gabriela Bahia, que é personal trainer da atriz, postou fotos de mais um passeio com a amiga durante a viagem. “Com minhas almas solares #quedia #bahiavibes”, escreveu a personal, na legenda das fotos em que aparece com Isis e outra amiga delas, Vanessa Fernandes. Isis também publicou fotos na rede social em que aparece se refrescando. Além do marido e do filho, Isis conta com a companhia da mãe Rosalba Nable, e de amigos na viagem. A atriz se despediu no ano que passou de sua personagem Betina, na novela Amor de Mãe, que foi interrompida em 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus. “Obrigada a todos que fizeram acontecer! Gratidão é um sentimento muito poderoso e é ele que me rege hoje. Foi lindo, que venha o próximo desafio”, disse.

revistaquem

Compartilhe:

Paulo Câmara diz que a colaboração dos prefeitos será importante para a meta de reduzir índices de violência

 (Foto: Aluísio Moreira/SEI)
O governador Paulo Câmara afirmou nesta quinta-feira que a colaboração dos prefeitos será importante para a meta de reduzir os índices de violência, garantindo a segurança e tranquilidade para a população de Pernambuco. Ainda nesta quinta-feira, foi realizada a primeira reunião de 2021 do Pacto Pela Vida – Programa do governo do estado de Pernambuco que tem como finalidade reduzir a criminalidade e controlar a violência. O programa foi implantado pelo Governo de Pernambuco em maio de 2007. Para Paulo Câmara, a primeira reunião do ano foi um momento importante para o planejamento de 2021. Segundo ele, para que o estado possa continuar a ser referência numa política consistente, de diminuição de criminalidade e diminuição da sensação de insegurança, neste ano há muito o que ser trabalhado. “Teremos muito que fazer para melhorar a segurança de Pernambuco”, pontuou.
 O governador também afirmou que seguirá dando prioridade ao Pacto Pela Vida. “Se tornou modelo nacional de gestão em segurança pública. Em 2020, mesmo com a pandemia do novo coronavírus, conseguimos manter em queda os índices de violência no Estado”, frisou. O prefeito de Recife, João Campos, foi convidado pelo governador para a primeira reunião do ano do Pacto Pela Vida. João Campos expressou satisfação em fazer parte do momento. Ele garantiu o compromisso do Recife no Programa. João também fez questão de frisar que o Pacto Pela Vida é um programa de excelência, “premiado internacionalmente, e que é responsável por indicadores importantes na gestão da segurança do nosso estado. E mais do que isso, como o nome já diz, é responsável pela preservação de vidas no nosso estado”, disse João, que firmou compromisso com ações de prevenção social, como novas unidades do Compaz e iluminação em LED.
Também estiveram presentes na reunião, Alexandre Rebelo (Planejamento e Gestão), Humberto Freire (Executivo de Defesa Social), Cloves Benevides (Políticas de Prevenção à violência e às Drogas), Mauro Alencar de Barros (Desembargador do TJ), Francisco Dirceu Barros (Procurador-Geral de Justiça), Henrique Seixas (Defensor Público Geral em exercício), Luis Sávio (MPPE), Murilo Cavalcanti (Secretário de Segurança Cidadã do Recife), entre outros. Algumas pessoas estiveram presencialmente, porém, a maioria participou por videoconferência, devido a pandemia. Este formato híbrido acontece desde julho de 2020.
DP
Compartilhe:

Pazuello diz que fechou com Butantan e terá todas as doses da Coronavac

exame

Compartilhe:

Entenda por que o cargo de presidente da Câmara é tão visado no jogo político

Com mandato de dois anos, presidente da Câmara tem poder de bater martelo sobre pautas que irão à votação no plenário, a chamada “ordem do dia”, espécie de cereja do bolo do jogo político – Edilson Rodrigues/Agência Senado

Ponto de destaque nas disputas nacionais, a corrida rumo à presidência da Câmara dos Deputados volta a mexer com o cenário político neste começo de 2021, quando um novo nome deverá ser eleito para suceder Rodrigo Maia (DEM-RJ) e conduzir a instituição no próximo biênio. O cargo é um dos mais estratégicos do país especialmente porque o ocupante da cadeira tem o poder de bater o martelo sobre as pautas que irão à votação no plenário da Casa, a chamada “ordem do dia”, uma espécie de cereja do bolo do jogo político. O analista e consultor político Antonio Augusto de Queiroz, do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), lembra ainda, por exemplo, que as principais proposições legislativas têm a Câmara como porta de entrada, ou seja, como primeira Casa de avaliação da medida. Não sendo chancelada pelos deputados, uma pauta tende a não prosperar. Esse rito ajuda a dar importância para o cargo de presidente, principal articulador político e regente do chamado “colégio de líderes”, que aglutina os cabeças de todas as bancadas partidárias. “Além disso, ele tem o poder da palavra, de passar a palavra, distribuir para relatores as matérias de plenário, conduzir os acordos. É chefe de Poder também, então, ele tem muito poder constitucional e regimental dos quais ele pode usufruir diretamente ou delegar pra que terceiros possam exercer”, acrescenta Queiroz.  Isso se dá porque o titular do cargo lidera a chamada “mesa diretora” da Casa, responsável por todos os trâmites administrativos e legislativos. Juntamente com a mesa do Senado, o órgão responde pela promulgação de emendas à Constituição e pode propor mudanças no regimento interno da instituição. O presidente também integra o Conselho de Defesa Nacional e o Conselho da República. Este último delibera, por exemplo, sobre a necessidade de se decretar intervenção federal, estado de defesa e estado de sítio. O líder máximo da Câmara tem ainda a prerrogativa de encaminhar as conclusões das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) da Casa para outros órgãos, estimulando o surgimento de medidas a serem tomadas diante das acusações em questão. O presidente da Câmara também tem acesso a um orçamento anual de valores astronômicos – em 2020, por exemplo, foi de R$ 6,2 bilhões. Recebe o mesmo salário que os demais deputados, atualmente de R$ 33.763, mas tem o diferencial de morar em uma mansão, a “residência oficial”, e pode contar com um jato da Força Aérea Brasileira à sua disposição.

Leia mais…

Compartilhe:

Coronavac imuniza 78% e elimina casos graves e mortes por covid, apontam testes

Resultados da Coronavac foram divulgados nesta quinta-feira (7). – Wang Zhao/AFP

A vacina Coronavac  alcançou 78% de imunização contra o coronavírus e garantiu que infectados não desenvolvessem sintomas graves da covid-19, de acordo com o resultado dos testes realizados no Brasil.  As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (7) e o Instituto Butantã vai finalizar o pedido de registro para uso emergencial até esta sexta-feira (8).Desenvolvida pelo Instituto em parceria com o laboratório chinês Sinovac, a vacina passou por testes  em 12.476 voluntários. Um grupo foi imunizado e outro tomou placebo. Segundo o Butantã, houve mais de 200 contaminados pelo coronavírus, mas menos de 60 ocorreram entre os que tomaram a vacina. Nenhum. Nenhum deles desenvolveu sintomas graves. Não houve internações, óbitos e todos os pacientes se  recuperaram. Os detalhes dos resultados foram apresentados a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). São essas informações que vão compor o pedido para uso emergencial. A Anvisa deve analisar o pedido em um prazo de dez dias para definir se haverá o registro ou não. AA partir da autorização, o governo do estado de São Paulo, responsável pelo acordo com o laboratório chinês, tem aval para iniciar a campanha de imunização nos grupos prioritários: maiores de 60 anos, profissionais da saúde e indígenas. O plano de vacinação estadual prevê início da aplicação das doses para 25 de janeiro.

brasildefato

Compartilhe:

Facebook vai remover total de curtidas das páginas, com reformulação visual

Por G1

Facebook anunciou reformulação de visual para as páginas nesta quarta (6). — Foto: Divulgação

Facebook anunciou reformulação de visual para as páginas nesta quarta (6). — Foto: Divulgação

Facebook anunciou nesta quarta-feira (6) que o total de curtidas das páginas será substituído pelo número de seguidores.O objetivo é tornar mais claro quantas pessoas podem ser alcançadas pelas publicações de cada página – na rede social é possível curtir e deixar de seguir aqueles conteúdos ou vice-versa. A quantidade de reações em posts, como “curti”, “amei”e “uau”, seguem aparecendo. A mudança vai acontecer junto com uma reformulação no visual, que deixará as páginas mais simples, e que será liberadas aos poucos, durante os próximos meses. Veja quais são as novidades:

  • O total de curtidas das páginas será substituído pelo número de seguidores;
  • biografia e descrição das páginas terão mais destaque;
  • Administradores poderão fazer um novo tipo de publicação, com um formato de perguntas e respostas para interagir com os seguidores;
  • As páginas poderão seguir outros criadores, e terão um Feed de Notícias voltado para os administradores. Por meio dele, os criadores de conteúdo poderão seguir, interagir em posts e acompanhar tendências.
  • Comentários de figuras públicas e páginas verificadas serão destacados em toda a rede social;
  • O selo de verificado ficará destacado nesses comentários, e haverá um botão “Seguir” ao lado do nome da página.
  • g1
Compartilhe:

Gás de cozinha vai ficar 6% mais caro a partir desta quinta, informou a Petrobras

Preço do botijão de gás vai aumentar a partir desta quinta-feira (6) — Foto: Reprodução/TV TEM

Preço do botijão de gás vai aumentar a partir desta quinta-feira (6) — Foto: Reprodução/TV TEM

A Petrobras vai elevar o preço do gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de cozinha, em 6% a partir desta quinta-feira (6), informou a petroleira nesta quarta-feira (5).

Com o reajuste, o valor praticado pela Petrobras irá a R$ 35,98 por 13kg.

Em nota, a empresa reiterou que desde novembro de 2019 igualou os preços de GLP para os segmentos residencial e industrial/comercial, e que o produto é vendido pela Petrobras às distribuidoras a granel.

Petrobrás anuncia mais um aumento no gás de cozinha

Petrobrás anuncia mais um aumento no gás de cozinha

“Por sua vez, as distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final”, frisou a empresa. A Petrobras afirmou ainda que os preços de GLP praticados por ela tem como referência o valor de paridade de importação, formado pelo valor do produto no mercado internacional, mais os custos que importadores teriam, como frete de navios, taxas portuárias e demais custos internos de transporte para cada ponto de fornecimento, também sendo influenciado pela taxa de câmbio.

g1

Compartilhe:

Comunicado

A EREM Santa Terezinha – PE convida a todos os pais ou responsáveis de alunos que finalizaram o 9º ano na rede municipal de educação para efetivarem sua matrícula para o 1º ano do ensino médio na referida escola no período de 07 a 15 de janeiro, munido dos documentos citados na imagem acima (não precisa do histórico por enquanto).

Compartilhe:

Pandemia amplia desigualdade no sistema educacional, diz estudo do Ipea

A pandemia de Covid-19 aprofundou as desigualdades no sistema educacional brasileiro, no que se refere à infraestrutura sanitária e tecnológica. É o que revela análise do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), com base em dados do Censo Escolar de 2019 sobre escolas federais, estaduais, municipais e particulares. De acordo com a pesquisa, 27% das escolas dos ensinos fundamental e médio não possuem acesso à internet e 44% de todas as escolas não são atendidas por rede pública de esgoto.

O estudo, intitulado A Infraestrutura Sanitária e Tecnológica das escolas e a retomada das aulas em tempos de Covid-19, utiliza informações sobre matrículas, estabelecimentos e docentes do Censo Escolar 2019, produzido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A análise da infraestrutura sanitária considera todas as escolas do país. Sob o aspecto tecnológico, o estudo abrange as institutições de ensinos fundamental e médio.

Das 134.153 escolas de ensinos fundamental e médio presentes em todo território nacional, 34 mil são apenas as que não têm internet. Os estados que apresentam o menor percentual de infraestrutura tecnológica são Acre (27%), Amazonas (31%), Maranhão (36%) e Pará (38%). Já os locais que oferecem maior número de escolas com internet são o Distrito Federal (98%) e Mato Grosso do Sul (98%), seguidos dos estados de Goiás (97%), Rio Grande do Sul (97%) e Santa Catarina (97%).

“Municípios mais pobres, com crianças de baixa renda, têm escolas com menos recursos”, resume o economista Luís Cláudio Kubota, autor do estudo. De acordo com o pesquisador, a paralisia das atividades escolares, provocada pela pandemia do novo coronavírus, evidencia e aprofunda o desequilíbrio social.

Além da precariedade tecnológica das escolas, o estudo mostra que os alunos com menor acesso à internet e a dispositivos, ou aqueles cujos responsáveis têm menor escolaridade e menor disponibilidade para acompanhar as atividades de ensino remotas, são os mais prejudicados. Essas desigualdades não serão resolvidas com o retorno às aulas, uma vez que os protocolos de prevenção preveem o rodízio de alunos, com parte assistindo às aulas presencialmente e parte remotamente. Outro dado preocupante, revelado pelo Censo Escolar de 2019, é que 44% das escolas não são atendidas por rede de água e esgoto e 22,4% não contam nem mesmo com fossas sépticas.

Leia mais…

Compartilhe:

‘O SUS TROUXE INÚMERAS CONQUISTAS AO BRASIL, MAS ELE PODE SER APRIMORADO PARA REDUZIR DESIGUALDADES’, DIZ PROFESSOR DE HARVARD

Administração descentralizada do SUS pode ser positiva e negativa, defende especialista em sistemas de saúde Foto: Agência Brasil
Administração descentralizada do SUS pode ser positiva e negativa, defende especialista em sistemas de saúde Foto: Agência Brasil

Um país que não consegue garantir bons serviços de saúde à sua população precisa repensar suas prioridades.

Esse é um dos lemas que guia a carreira do médico Rifat Atun, professor de Sistemas Globais de Saúde da Universidade Harvard, nos Estados Unidos. Atun se interessou pelo tema ainda quando estava na faculdade de medicina. Depois de formado, o especialista teve a oportunidade de estudar de perto o modelo de saúde implementado no Reino Unido. “Foi um período de grandes reformas e achei muito interessante observar como isso mudou a situação das pessoas por lá”, relembra. Na bagagem, Atun traz a experiência de ter trabalhado em vários cantos do mundo. “Comecei na América Latina, onde lidei com os sistemas de saúde de Chile, Brasil, Bolívia e México”, conta. Ele também passou pelos países que compunham o ex-bloco soviético e prestou serviços na África, no Sudeste Asiático e no Oriente Médio. Nesta entrevista à BBC News Brasil, Atun faz uma análise sobre a importância da cobertura universal de saúde, com destaque para o modelo brasileiro representado pelo Sistema Único de Saúde, o SUS. O professor também analisa como a pandemia de covid-19 modificou a forma como os países enxergam e estruturam seus próprios sistemas de saúde.

BBC News Brasil – Por que é importante que um país tenha um sistema de saúde?

Rifat Atun – Esse é um setor crítico para qualquer nação. Isso fica fácil de ver agora, durante a pandemia, quando estamos diante das consequências de um sistema de saúde fraco e mal estruturado, com o alto número de mortes por causa da covid-19. O sistema de saúde bem estruturado não é luxo. É algo que todos os países precisam necessariamente ter.

BBC News Brasil – Mas o que define um sistema de saúde na sua essência?

Atun – Quando falamos em sistemas de saúde, podemos pensar na forma como ele é organizado, governado e financiado. Como os recursos chegam até a ponta e garantem bons profissionais, medicamentos e equipamentos? Na sequência, é preciso responder como toda a estrutura é utilizada pela população e quais são os efeitos disso em termos de saúde pública. É muito importante que os sistemas de saúde sejam efetivos, eficientes, igualitários e atinjam seus objetivos. A principal meta, claro, é sempre melhorar a saúde da população.

BBC News Brasil – Um bom sistema de saúde precisa necessariamente ser público? Como você avalia a interação entre serviços públicos e privados?

Atun – Esse é um tópico muito debatido e que tem muitos aspectos. Se considerarmos o financiamento do sistema, ele pode vir de fontes públicas, privadas ou das duas ao mesmo tempo. Em países europeus, esse modelo é muito comum. Nos EUA, cerca de metade do financiamento vem de fontes públicas, que pagam por programas como o Medicaid e o Medicare. O restante é privado ou pago diretamente pelos próprios contribuintes. Uma outra possibilidade recorrente é quando governos compram ou contratam serviços de saúde de empresas privadas. Mas volto a repetir: independentemente do modelo, o mais importante é que o sistema de saúde seja eficiente, efetivo, igualitário e responda às necessidades locais. Se é público ou privado? No fim das contas, o que vale é a qualidade dos serviços prestados e o acesso que as pessoas têm a eles.

BBC News Brasil – Dentro de tantos modelos adotados por diferentes países, tem algum que você considera o ideal ou o melhor?

Atun – Isso depende dos objetivos de cada sistema e quais as necessidades dos cidadãos. Tipicamente, considero ideais os sistemas que atingem a cobertura universal de saúde e são igualitários, no sentido de oferecerem um serviço de qualidade a todos. Há muitos países europeus que conquistaram isso. Encontramos bons exemplos também entre as nações asiáticas, como o Japão, a Coreia do Sul e a Malásia. Outros com sistemas de saúde bem estruturados são a Austrália, a Nova Zelândia e a Turquia.

Rifat Atun é professor da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e já trabalhou com sistemas de saúde na América Latina, na Europa, na África, no Oriente Médio e no Sudeste Asiático Foto: DIVULGAÇÃO/ARQUIVO PESSOAL
Rifat Atun é professor da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e já trabalhou com sistemas de saúde na América Latina, na Europa, na África, no Oriente Médio e no Sudeste Asiático Foto: DIVULGAÇÃO/ARQUIVO PESSOAL

BBC News Brasil – É possível copiar esses bons exemplos em outros países? Ou é necessário sempre adaptá-los às realidades locais?

Leia mais…

Compartilhe:

João Campos reúne secretariado e inicia planejamento de sua gestão

 (Rodolfo Loepert/ Divulgação)

No primeiro domingo do ano, no Compaz Dom Helder Câmara, localizado na comunidade do Coque, o prefeito do Recife, o prefeito João Campos comandou a primeira reunião com secretárias e secretários de sua gestão. Na ocasião, foi discutido um plano para os primeiros meses do ano. “A primeira tarefa é apresentar as prioridades para os 100 primeiros dias, para o primeiro ano e depois para os próximos três anos”, contou João, prometendo ter uma série de entregas, realizações, autorizações já nos primeiros cem dias mostrando a sua atuação. João Campos também afirmou que irá anunciar, ao longo do mês de janeiro, um plano de austeridade, de redução de despesa da máquina pública, de cortes para poder garantir a boa sustentabilidade financeira do município. O gestor também considera que a conclusão positiva das etapas de transição e formação do secretariado evidenciam o resultado de um trabalho bem feito. João Campos pediu empenho ao time e disposição para encontrar alternativas para atender a população. “Tenham criatividade para pensar em formas de superar as barreiras das limitações econômicas. Nunca percam o brilho no olho, o coração e a intensidade no trabalho na hora de cumprir as missões”, salientou.

Leia mais…

Compartilhe:

De volta ao Encontro depois do câncer, Fátima Bernardes se emociona

 (Foto: Reprodução/TV Globo)

A volta de Fátima Bernardes ao comando do Encontro, na TV Globo, foi marcada por emoção na manhã desta segunda-feira (4). Após um mês afastada para se tratar de um câncer de endométrio, a apresentadora voltou à televisão e foi às lágrimas ao ouvir o poema Recomeço, recitado por Bráulio Beça. “Quantas famílias não estão tendo essa chance de hoje estar aqui, sorrindo, voltando. Isso me angustiou muito durante esse período: você ver quantas pessoas estão sofrendo sem necessidade. Não dá para não pensar quando fala em recomeço que muita gente não vai ter essa chance que eu estou tendo”, ponderou, entre lágrimas, a jornalista.
Fátima contou que perdeu uma pessoa próxima que, depois de vencer um câncer de pulmão, contraiu Covid-19. Segundo ela, além do medo da própria morte, pensar em quem não teve direito a essa segunda chance, seja pelo câncer, seja pela Covid-19, foi uma das grandes causas de sofrimento durante esse período. “Nessas horas eu penso que eu não tenho nem o direito de estar derramando lágrima, lamentando, eu tenho que estar muito feliz desse retorno. Esse primeiro momento é mais difícil mesmo. Mas eu não tenho vocação para tristeza, eu tenho vocação para a construção de coisas boas, eu gosto disso, eu gosto de levar alegria, não gosto que você me veja chorando, é por isso que eu me seguro”, explicou. Ela foi consolada pelo parceiro de programa André Curvello. “Mas tem que se permitir isso também. Como você falou, a transformação é isso, nossa dor vai se transformando aprendizado”, comentou.
Estado de saúde

Leia mais…

Compartilhe:

Tempestades de raios impressionam moradores do norte do Paraná; Veja vídeos e fotos

A passagem de uma tempestade de raios chamou a atenção de vários moradores de Londrina, no norte do Paraná, na noite de sábado (2). O fenômeno foi registrado entre 19h30 e 20h30 e não foi acompanhado de chuva. Assim como em Londrina, nuvens carregadas de relâmpagos também foram vistas em GuarapuavaPitanga, na região Central do estado, Roncador, Maringá, Assaí, Cornélio Procópio, São Sebastião da Amoreira, Porecatu, Bandeirantes, Santa Maria do Oeste, na região norte do estado, e em Campo Mourão, no centro-oeste.

Em Guarapuava, raios chamaram a atenção de moradores
Em Guarapuava, raios chamaram a atenção de moradores

A moradora de Guarapuava Jeanne Selllen, mandou um vídeo pelo aplicativo Você na RPC. Ela contou que a quantidade de relâmpagos no céu despertaram a curiosidade de todos. Por volta das 20h, a nuvem seguiu em direção à Cidade dos Lagos e depois desapareceu. Também pelo aplicativo Você na RPC, Liara Albertoni, que mora em Pitanga, mandou fotos e contou que a nuvem carregada com relâmpago ficou quase uma hora sobre a cidade.

Nuvem com vários raios chamou a atenção de morares de Pitanga — Foto:  Liara Albertoni/Você na RPC

Nuvem com vários raios chamou a atenção de morares de Pitanga — Foto: Liara Albertoni/Você na RPC

Em São Sebastião da Amoreira, Andressa Bittencourt contou que o céu estava limpo e que a única nuvem que passou pela cidade chegou acompanhada de raios e trovões.

Raios também chamara a atenção em São Sebastião da Amoreira — Foto: Andresssa Bittencourt/Você na RPC

Raios também chamara a atenção em São Sebastião da Amoreira 

Já a moradora de Assaí,Suely Garcia, mandou um vídeo porque ficou curiosa com o fenômeno. Ela contou que, assim como em São Sebastião da Amoreira, o céu na cidade estava limpo e estrelado. Apenas uma nuvem se estabeleceu sobre o município emitindo raios e relâmpagos.

Nuvem com raios chamou a atenção de morador de Assaí

Nuvem com raios chamou a atenção de morador de Assaí

Chuva de verão

De acordo com o Instituto de Meteorologia Simepar, as nuvens registradas pelo estado foram situações isoladas e típicas do verão. Conforme os meteorologistas, os eventos foram locais, ou seja, foram nuvens diferentes em cada cidade, e elas se formaram devido ao aquecimento dos municípios. O Simepar esclareceu que nesta época do ano é comum as chuvas serem acompanhadas de raios e ocorrerem entre os finais de tarde e início das noites.

Nuvem com raios chamou a atenção em Campo Mourão

Nuvem com raios chamou a atenção em Campo Mourão

Em Bandeirantes, nuvens carregadas de raios passaram pela cidade por volta das 20h de sábado (2) — Foto: Gilmara Cristina Neri/Você na RPC

Em Bandeirantes, nuvens carregadas de raios passaram pela cidade por volta das 20h de sábado (2) — Foto: Gilmara Cristina Neri/Você na RPC

Compartilhe:

‘Vergonhosas’: Comissário da UE critica imagens do Brasil na pandemia Leia mais em: https://veja.abril.com.br/mundo/vergonhosas-comissario-da-ue-critica-imagens-do-brasil-na-pandemia/

Aglomeração na Praia de Ipanema no fim da tarde desta quinta — Foto: Reprodução/TV Globo

Aglomeração na Praia de Ipanema no fim da tarde desta quinta

O comissário para Economia da União Europeia, o italiano Paolo Gentiloni, criticou neste sábado (2) as imagens do Brasil em meio à pandemia do novo coronavírus, citando as médias de casos e mortes diárias por Covid-19 no país.

“Tenho visto imagens vergonhosas do Brasil. Média da última semana: 36 mil casos e 700 vítimas por dia pela pandemia”, escreveu Gentiloni.

Paolo Gentiloni, ex-premiê da Itália e atual comissário para Economia da União Europeia — Foto: Reprodução/Twitter

Paolo Gentiloni, ex-premiê da Itália e atual comissário para Economia da União Europeia — Foto: Reprodução/Twitter

Imagens de aglomerações em diversas partes do Brasil durante as festas de Ano Novo e os primeiros dias de verão, mesmo com medidas restritivas, preocupam epidemiologistas porque os números de casos e mortes por dia voltaram a ficar em patamares altos. Paolo Gentiloni, hoje comissário para Economia na UE, ocupou o cargo de primeiro-ministro da Itália entre dezembro de 2016 e junho de 2018. Ele pertence ao Partido Democrático, legenda da centro-esquerda italiana.

Europa teve Ano Novo sem festas nas ruas

Em Paris, não teve festa: foto mostra patrulha policial em frente à Torre Eiffel, na França — Foto: Thibault Camus/AP Photo

Em Paris, não teve festa: foto mostra patrulha policial em frente à Torre Eiffel, na França 

As fotos de praias cheias e festas lotadas no Brasil contrastam com imagens de um Ano Novo de ruas vazias na maior parte da Europa — inclusive na Itália. Parte do continente está sob forte esquema de restrição e confinamento porque os casos continuam em alta, inclusive com a preocupação da nova variante do coronavírus Sars-CoV-2, o causador da Covid-19. A esperança está na vacinação, já iniciada na União Europeia. Apesar disso, as autoridades estão preocupadas com o ritmo mais lento do que o esperado da aplicação e distribuição de doses dos imunizantes.

veja

Compartilhe:

Praia de São Conrado tem ‘onda de lixo’ após temporal’; VÍDEO

Imagens feitas na Praia de São Conrado, na Zona Sul do Rio, mostram uma grande quantidade de lixo acumulado após as chuvas que atingiram a cidade no fim de semana. O registro foi feito na tarde de sábado (2) e compartilhado pelo surfista e campeão mundial Kelly Slater em uma rede social. EntreEntre os objetos encontrados há muitas garrafas, tampas e sacos plásticos, a cabeça de uma boneca e uma bola de futebol. Onda de lixo na Praia de São Conrado. 

                                                         

Lixo acumulado na Praia de São Conrado — Foto: Reprodução/TV Globo

Praia de São Conrado é uma das mais movimentadas da Zona Sul do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

Praia de São Conrado é uma das mais movimentadas da Zona Sul do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

Várias garrafas plásticas aparecem no mar de São Conrado — Foto: Reprodução/TV Globo

Várias garrafas plásticas aparecem no mar de São ConradoSujeira chega a faixa de areia — Foto: Reprodução/TV Globo

Sujeira chega a faixa de areia

Praia de São Conrado é invadida por lixo

Praia de São Conrado lotada em dia de sol, em agosto de 2020 — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Praia de São Conrado lotada em dia de sol, em agosto de 2020 — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Em nota, a Comlurb informou que fez a remoção do lixo na manhã de domingo (3) e que a Praia de São Conrado encontra-se limpa.

Comlurb remove lixo da Praia de São Conrado — Foto: Divulgação/Comlurb

Comlurb remove lixo da Praia de São Conrado

Garis retiram sujeira da orla do Rio — Foto: Divulgação/Comlurb

Garis retiram sujeira da orla do Rio 

g1

Compartilhe:

A IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS EM SANTA TEREZINHA PE REALIZOU REVEILON 2020/2021: UMA GRANDE VIRADA NA PRESENÇA DE DEUS

      A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Santa Terezinha PE realizou neste dia 31/12 grande virgília da virada do ano.
     O grande culto foi impactante. O Senhor Jesus se fez presente o tempo todo através dos louvores e da Palavra. Foi gratificante o reveilon na presença do Grande Deus.
     Que a benção do Senhor nos acompanhe e esteja presente neste ano de 2021.
    “O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei?” Salmo 27:1

                       

Deixe que Deus guie seus passos nesse ano, pois ele sempre te levará pelo melhor caminho que você possa pisar. Um caminho onde você nunca se cansará e nunca se machucará

Pastor presidente: Ailton José Alves. Pastor local: Evangelista Aldeir Lopes.

Compartilhe:

Cerimônia de posse do prefeito, vice e vereadores de Santa Terezinha – PE

O prefeito eleito Delson Lustosa que recebeu as chaves da prefeitura do ex-prefeito Adarivan Santos. Delson mostrou autoconfiança nesta sua 3ª administração e também consciência das dificuldades. Disse que só vai se ausentar da cidade quando for buscar recursos para o município e já anunciou algumas emendas parlamentares e a construção de uma escola de mais de 4 milhões de reais e mas duas que vão ser construídas na zona rural, uma será na Lagoa do Mizael.

                                                        

Acessem e vejam na íntegra

A fonte da reportagens

www.facebook.com/hemerson.lustosa

https://www.facebook.com/delsonlustosapodemos

Compartilhe:

Educação em 2020: os surpreendentes legados positivos em ano quase ‘perdido’

Aula presencial em São Paulo com distanciamento social, em novembro; evasão escolar é uma das maiores preocupações de especialistas no ano letivo de 2021 Aula presencial com turma reduzida em escola do Rio, em novembro; uma pequena parcela de estudantes retornou à escola neste ano

Na Grande São Paulo, uma professora se via “de mãos atadas” enquanto alguns de seus estudantes desistiam das aulas remotas, alguns deles para trabalhar e ajudar suas famílias. No Rio, um jovem de 18 anos passou o ano inteiro sem acessar o aplicativo de ensino à distância da rede estadual, sem conseguir tirar dúvidas do conteúdo com os professores e sem saber se de fato aprendeu ou não. Em Manaus, uma escola descobriu, ainda no início da pandemia, que parte de suas crianças sequer tinha como se alimentar quando as aulas presenciais foram interrompidas.

As cenas acima ilustram as rupturas causadas pela pandemia nas escolas de todo o país, em um ano sem precedentes não só na saúde pública mundial, mas também na educação.No mundo inteiro, o Unicef (braço da ONU para a infância) estima que 1,5 bilhão de crianças tenham sido afetadas pela interrupção no ensino presencial. No Brasil, houve agravantes: as escolas ficaram fechadas há mais tempo do que grande parte do mundo, segundo levantamento de setembro da OCDE, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, e cresce a desigualdade entre os alunos que conseguiram manter seu vínculo com a escola e os que correm, agora, o risco de ficarem ainda mais para trás ou abandonarem os estudos.

Duas pesquisas reforçam as preocupações, justamente em um momento de alta de casos de covid-19 que torna ainda mais desafiadora a reabertura segura das escolas. No início de dezembro, pesquisa do Ibope para o Unicef com 1,5 mil famílias brasileiras apontou que, na média geral, apenas 3% dos entrevistados disseram que algum de seus filhos já haviam voltado para alguma atividade presencial na escola. Mas essa média oculta uma diferença entre as camadas sociais: no subgrupo que ganha mais de cinco salários mínimos, o índice de crianças frequentando atividades presenciais subia para 22%. E quando o Datafolha entrevistou, em setembro, pais e responsáveis por mais de 1 mil crianças brasileiras, 30% deles afirmaram ter medo de que seu filho acabasse desistindo da escola por não acompanhar as aulas remotas, fazendo com que a evasão escolar seja uma das maiores preocupações de escolas públicas em 2021.Ao mesmo tempo, especialistas e mesmo educadores e alunos rejeitam a ideia de que 2020 tenha sido perdido: foi um ano também em que professores e famílias abraçaram a tecnologia, romperam barreiras de ensino e descobriram novas formas de interagir e de ensinar. A mesma pesquisa do Datafolha aponta que pais estão participando mais da vida escolar dos filhos, e 71% deles passaram a valorizar mais o trabalho árduo de seus professores. Outro avanço significativo para a educação vem de Brasília: em 17 de dezembro, depois de um ano de discussões e muitas idas e vindas no projeto, a Câmara dos Deputados aprovou a regulamentação do Fundeb, fundo de dinheiro estatal que financia a maior parte da educação básica brasileira e que foi sancionado no Natal pelo presidente Jair Bolsonaro. Uma grande mudança do Fundeb, que passa a ser permanente, é que o governo federal precisará aumentar progressivamente seus repasses ao fundo, de 12% do total dele até 23% no ano de 2026. Com isso, Estados e municípios mais pobres esperam contar com mais recursos federais para suas escolas.

Com dificuldade de acesso ou tendo que trabalhar, muitos jovens não conseguiram acessar aulas online durante a pandemia

“O texto final (do Fundeb) fortalece a escola pública e é mais um passo decisivo para a garantia da educação pública, gratuita e de qualidade no país”, comemorou em nota a ONG Campanha Nacional Pelo Direito à Educação. Diante de um ano letivo cujos efeitos serão sentidos por décadas na educação brasileira, a BBC News Brasil conversou com educadores, alunos e especialistas do setor para saber: o que foi perdido e o que foi ganho na educação em 2020?

‘Meus alunos desistiram de estudar’

Leia mais…

Compartilhe: