20 de abril de 2024 03:18

freitasnews16

ESFRIAMENTO ESPIRITUAL – PERIGO!

O esfriamento espiritual pode ser traduzido como a perda da paixão pelo Evangelho, perda do primeiro amor e distanciamento de nosso Senhor Jesus Cristo. Infelizmente, qualquer cristão está sujeito a esfriarse na fé, mas, assim como um organismo vivo deve manter a sua temperatura normal para viver, o crente deve estar sempre fervoroso na fé em Cristo. A frieza espiritualé, sem dúvida, uma das piores coisas na vida do crente, pois perde-se totalmente a vontade de orar, ler a Bíblia, ir à igreja, cantar louvores, glorificar a Jesus Cristo… sem contar que outras coisas vão entrando sorrateiramente e ocupando o lugar de Deus, com a famosa expressão de que “não tem nada a ver”. Na verdade, ninguém se esfria na fé da noite para o dia; é um processo longo que aponta para um desleixo diário, que pode ser visto no abandono gradativo da Bíblia e da oração. Crentes frios na fé encaram o pecado como algo natural e não experimentam mais o arrependimento, pois não têm mais a disposição de buscar a Deus com lágrimas e nem mesmo choram pelos seus pecados; Na verdade, estão bem mais envolvidos com este mundo e sua glória do que com a presença e a glória de Jesus Cristo, o Senhor. Há a frieza velada e a frieza revelada, isso é sério e significa que há crentes que estão frios por dentro, mas mantêm o véu por fora, velando, escondendo e disfarçando seu triste estado interior.Em muitos casos, estes são os religiosos que zelam meramente pela religiosidade, mas não têm vida com Deus. Há, por outro lado, aqueles que se tornaram declaradamente frios e incrédulos, uma vez que passaram a relativizar publicamente a Palavra de Deus, o Evangelho e a igreja.

A boa notícia é que há remédio para curar e evitar que não caiamos na frieza espiritual e, para isso, não há outra receita a não ser recomeçar, convergir para a direção oposta em que se está indo, voltar ao primeiro amor, levantar-se do pó e da cinza e olhar para Jesus Cristo, o único que pode revitalizar e reanimar o servo abatido. Em outras palavras, é necessário um esforço, uma determinação nossa, acompanhada com a ação do Espírito Santo para nos levantarmos e partirmos em direção a Jesus Cristo, à sua Palavra e à oração.

A Palavra de Deus nos ordena: “Nunca lhes falte o zelo; sede fervorosos de espírito, servido ao Senhor” (Rm 12.11).

Levando em conta a nossa responsabilidade na caminhada da fé, segue aqui algumas dicas para fugirmos do estado de frieza espiritual: mesmo sem querer ler a Bíblia, você deverá ler; mesmo sem querer orar, você deverá se esforçar; mesmo sem querer ir à igreja, você deverá decidir e ir; mesmo sem perceber a fé em seu coração, você deverá buscar a Deus. É uma questão de decisão e esforço e, com a ajuda do Espírito Santo, você irá melhorando, se aquecendo e voltará a ficar radiante, avivado, motivado e cheio do Espírito Santo. A ação soberana de Deus em nossa vida não anula a nossa responsabilidade de buscá-Lo e prosseguir em conhecê-Lo. Resumindo, se você decidir andar com o Senhor Jesus Cristo e decidir absolutamente conhecê-Lo cada vez mais todos os dias, você jamais se esfriará na fé, pois Jesus Cristo é a única fonte inesgotável de sabedoria e de conhecimento, a Água da vida, o Pão vivo que desceu do céu, a nossa Luz, o Caminho, a Verdade e a Vida… Achegue-se a Deus e Ele se achegará a você. Entregue, todos os dias, os seus caminhos e a sua vida ao Senhor, confia nEle e o mais Ele fará!

Pr. Eloízio Coelho Alves

Compartilhe: